Inicio » Política » Caso Mensalão – Defesa de José Genoino recorre ao STF para retorno à prisão domiciliar

Caso Mensalão – Defesa de José Genoino recorre ao STF para retorno à prisão domiciliar

A defesa do ex-deputado José Genoino recorreu ao Supremo Tribunal Federal para tentar garantir a volta do condenado pelo envolvimento no mensalão para a prisão domiciliar. Desde quinta-feira (1), o ex-presidente do Partido dos Trabalhadores está no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Caso Mensalão - Defesa de José Genoino recorre ao STF para retorno à prisão domiciliar
Caso Mensalão – Defesa de José Genoino recorre ao STF para retorno à prisão domiciliar

Antes, Genoino estava em sua casa por conta de problemas de saúde. Entretanto, um novo laudo médico afirmou que o ex-parlamentar tinha condições de cumprir a pena preso. Segundo os advogados, por conta de problemas de coagulação, ele precisa de acompanhamento médico e uso adequado de medicamentos.

Com isso, a defesa afirma que a prisão domiciliar é necessária em ‘caráter humanitário’. Segundo os advogados, o sistema penitenciário não tem condições de garantir o acesso de Genoino a exames indispensáveis.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).