Inicio » Mais Seções » Games » Games – Nintendo veta casais gays em jogo e revolta usuários

Games – Nintendo veta casais gays em jogo e revolta usuários

A Nintendo mantém o popular jogo “Tomodachi Life”, que simula tudo o que acontece na vida real de uma pessoa: casamento, filhos, trabalho. Você só não pode ser gay.

Nintendo respondeu de maneira bem infeliz sobre a petição (Foto: Reprodução)
Nintendo respondeu de maneira bem infeliz sobre a petição (Foto: Reprodução)

Um jogador norte-americano Tye Marini, de 23 anos, iniciou uma campanha chamada “Miiquality” (Miigualdade) contra essa proibição da empresa japonesa contra casais homossexuais. A hashtag #Miiquality vem ganhando força nas redes sociais. Há também um Tumblr e fanpage no Facebook.


Tye é um grande fã de jogos da Nintendo. Ele conheceu o seu atual noivo, Andrew Moore, quando jogava outro game de simulação, o “Animal Crossing Wild World”. Eles estão juntos desde 2009.

Apesar da campanha, a Nintendo disse ao site AP que não irá permitir casais gays em “Tomodachi Life”. Segundo a empresa em um comunicado, a exclusão não tem um significado maior. “A Nintendo nunca teve intenção de fazer qualquer tipo de comentário social com o lançamento do jogo ‘Tomodachi Life’. Somos uma companhia de games em primeiro lugar e com isso nosso principal objetivo é criar jogos e consoles para os jogadores aproveitarem”.

#Miiquality Nintendo quer evitar fazer “comentários sociais”, mas não incluir opções para relacionamentos gays está fazendo exatamente isso.  

Tudo o que sei é que não vou comprar #TomodachiLife se eu não pider expressar a pessoa que realmente sou, um homem gay. Desculpe, @NintendoAmerica. #Miiquality

Estou muito desapontado com a declaração da @NintendoAmerica sobre o #Miiquality. Excluir de propósito parte de seus fãs É um comentário social.  

@Nintendo Que vergonha, Nintendo! #Miiquality

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).