Inicio » Economia » MG – Cachaça João Andante perde processo para Johnnie Walker

MG – Cachaça João Andante perde processo para Johnnie Walker

A Cachaça mineira João Andante está encerrando a produção e venderá as últimas unidades do estoque antes de acabar com a marca, segundo informações publicadas nesta quinta-feira pela Folha de S.Paulo. A marca brasileira perdeu um processo no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) no qual a marca inglesa Johnnie Walker a acusava de plágio.

Cachaça João Andante vai sair do mercado
Cachaça João Andante vai sair do mercado

Em 2011, a holding Diageo, dona da marca Johnnie Walker, abriu um processo pedindo que o registro concedido pela empresa para o uso da marca em agosto de 2010 fosse revisto.

Os nomes das marcas são semelhantes uma vez que, traduzida para o português, a palavra Walker significa andador ou andante, e os símbolos utilizados pelas duas empresas são desenhos de homens andando, embora no uísque a imagem seja de um lorde inglês e na cachaça o retratado seja o jeca, conforme expressões mineiras. Segundo a Folha, a marca brasileira vai lançar uma nova aguardente, batizada agora como O Andante

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).