Inicio » Nacional » Brasil – Pediatria volta a atrair atenção de recém-formado em medicina

Brasil – Pediatria volta a atrair atenção de recém-formado em medicina

Após anos de declínio progressivo no número de profissionais e de uma dispersão considerável entre os especialistas da área, a pediatria volta a atrair a atenção dos médicos recém-formados.
Em uma década, a procura pelo Título de Especialista em Pediatria (TEP) caiu 68%, passando de 148 inscritos em 2000 para 48 em 2010. Nos últimos três anos, porém, aumentou 54%, segundo dados da Sociedade Mineira de Pediatria (SMP). Em 2010 foram 48 e no ano passado, 74.
Brasil - Pediatria volta a atrair atenção de recém-formado em medicina
Brasil – Pediatria volta a atrair atenção de recém-formado em medicina

Ana Luiza Diniz, de 29 anos, é um exemplo da retomada do ofício de cuidar dos pequenos. Antes mesmo de ter nas mãos o sonhado diploma de médica, em meio a duas opções, fez uma escolha “sábia”, garante. Há pouco mais de um ano ostenta, com orgulho, a profissão que lhe garante o brilho nos olhos do dia a dia.

“Fiquei na dúvida entre dermatologia e pediatria, mas o fato de gostar mesmo de trabalhar com criança falou mais alto. Minha alegria é ver o resultado do tratamento, a melhora dos meus pacientes e sentir que tive, de fato, uma participação naquilo. Estou bem satisfeita e sei que fiz a escolha certa”, diz.
No mesmo caminho
Apesar dos percalços na profissão, há quem jamais tenha desviado do rumo. Com experiência de sobra, José Guerra Lages, de 77 anos, é só dedicação ao caminho que resolveu trilhar 50 anos atrás.
“A pediatria é muito gratificante. Você participa da assistência a um ser que está em formação, por meio de cuidados médicos, e principalmente pela orientação aos pais”, afirma o pediatra, um dos fundadores do hospital São Camilo, referência em atendimento infantil em Belo Horizonte.
Da mesma forma, Fausto Pacheco contabiliza 55 dos 83 anos de vida dedicados ao ofício que elegeu como tempero da vida. Com ritmo de trabalho mais reduzido, assume que ainda não teve “coragem” de abandonar a indumentária e, com ela, o consultório.
Hoje, cuida da segunda geração – filhos daqueles que, em décadas passadas, foram pacientes dele. “Sempre quis ser pediatra. E, enquanto estiver sendo procurado, um sinal de que ainda posso ajudar, continuarei exercendo meu amor à profissão”.
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).