Inicio » Mais Seções » Ciência » Estudantes americanos criam aparelho para tornar cães mais inteligentes

Estudantes americanos criam aparelho para tornar cães mais inteligentes

Dois estudantes americanos criaram um aparelho para alimentar cachorros que eles acreditam ser capaz de tornar os bichos mais inteligentes.

Estudantes americanos criam aparelho para tornar cães mais inteligentes
Estudantes americanos criam aparelho para tornar cães mais inteligentes

Leo Trottier e Dan Knudsen se conheceram na Universidade da Califórnia, em San Diego, enquanto cursavam um PhD em ciência cognitiva e neurociência.

Usando sua experiência com animais, eles decidiram desenvolver o aparelho, que faz com que os cães enfrentem desafios de dificuldade crescente para obter comida.

Para criar um protótipo, eles fundaram a empresa CleverPet e pediram doações pela internet, no site de financiamento coletivo Kickstarter.

A BBC News conversou com os dois inventores.

BBC Brasil

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).