Inicio » Internacional » Europa » Europa – Suíços rejeitam salário mínimo mais alto do mundo

Europa – Suíços rejeitam salário mínimo mais alto do mundo

Os eleitores suíços rejeitaram esmagadoramente uma iniciativa que teria introduzido o maior salário mínimo do mundo. Cerca de 77% se opuseram, neste domingo (18), à iniciativa do Salário Mínimo, de acordo com os primeiros resultados de 26 cantões do país, informou a televisão suíça.

A esmagadora maioria dos suíços não quer que o país adote o salário mínimo de 4.000 francos suíços (cerca de 3.300 euros) para 42 horas de trabalho semanais
A esmagadora maioria dos suíços não quer que o país adote o salário mínimo de 4.000 francos suíços (cerca de 3.300 euros) para 42 horas de trabalho semanais

A legislação teria estabelecido um salário mínimo por hora de 22 francos suíços (US$ 25) por hora. A posição do eleitorado suíço mostra um distanciamento da tendência às leis trabalhistas de compensação. No ano passado , os eleitores apoiaram uma proposta dando a acionistas de companhias de capital aberto maior poder sobre os salários dos executivos. Uma votação subsequente, que objetivava limitar os salários de executivos mais bem pagos a 12 vezes o valor salarial mais baixo das empresas, foi rejeitada.

Fonte: Agência Estado

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).