Inicio » Mais Seções » Doodle celebra os 40 anos do cubo Rubik

Doodle celebra os 40 anos do cubo Rubik


Reviewed by:
Rating:
5
On 19 de maio de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

Doodle celebra os 40 anos do cubo Rubik

O cubo de Rubik, ou mais conhecido como “cubo mágico”, completa 40 anos e ganha homenagem do Google, que preparou o Doodle desta segunda-feira (19) para celebrar a data. Brinquedo que desafia crianças e adultos, o cubo ganhou o espaço que é da logomarca do buscador. No site, o internauta pode tentar completar o desafio de deixar cada face do objeto com uma cor única. Para isso, utiliza um menu na barra inferior do Doodle, que dá instruções necessárias e permite que o usuário compartilhe seu “resultado” por diferentes redes sociais.

Jogo foi criado em 1974 pelo húngaro Ernõ Rubik; de acordo com a empresa que fabrica o objeto, a articulação dessas peças gera 43.252.003.274.489.856.000 combinações possíveis
Jogo foi criado em 1974 pelo húngaro Ernõ Rubik; de acordo com a empresa que fabrica o objeto, a articulação dessas peças gera 43.252.003.274.489.856.000 combinações possíveis

O cubo Criado em 1974 pelo húngaro Ernõ Rubik, o quebra-cabeça em três dimensões ganhou o prêmio de “Jogo do ano” na Alemanha no ano de seu lançamento. O próprio Rubik demorou um mês para solucionar seu próprio desafio pela primeira vez. Hoje ele é considerado um dos brinquedos mais populares do mundo: o objeto atingiu um total de 900 milhões de unidades vendidas.

Feito, geralmente, em plástico, o Cubo de Rubik possui várias versões, sendo a 3x3x3 a mais comum, composta por 6 faces de 6 cores diferentes, com arestas de aproximadamente 5,5 cm. Cada uma das faces está dividida em nove partes (3×3), em um total de 26 peças que se articulam entre si devido ao mecanismo da peça interior central fixa, oculta dentro do cubo. De acordo com a empresa que fabrica o objeto, a articulação dessas peças gera 43.252.003.274.489.856.000 combinações possíveis.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).