Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Caps de Itacarambi promove manifestação no Dia de Luta Antimanicomial

Norte de Minas – Caps de Itacarambi promove manifestação no Dia de Luta Antimanicomial


Reviewed by:
Rating:
5
On 20 de maio de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

Norte de Minas - Caps de Itacarambi promove manifestação no Dia de Luta Antimanicomial

Para marcar a passagem do Dia Nacional de Luta Antimanicomial, comemorado neste domingo,18 de Maio, o Centro de Atenção Psicossocial – CAPS, de Itacarambi, através da Prefeitura Municipal de Itacarambi realizou uma passeata pelas ruas centrais da cidade, com saída às 9h, da Praça da Prefeitura em frente do CAPS. Com o tema “LIBERDADE PARA DENTRO DA CABEÇA””, durante toda semana haverá ações relacionadas a luta Antimonicomial.
Esta é  uma grande oportunidade para que a população conheça  um pouco mais sobre o trabalho da instituição. O  foco principal é divulgar a luta antimanicomial. o trabalho do CAPS que hoje acolhe vários usuários que recebem atendimento profissional nas áreas de psiquiatria, psicologia, enfermagem e terapia ocupacional, visando a integração com a sociedade.

Norte de Minas - Caps de Itacarambi promove manifestação no Dia de Luta Antimanicomial
Norte de Minas – Caps de Itacarambi promove manifestação no Dia de Luta Antimanicomial

Depois de realizar a passeata pelas ruas da cidade, chegaram até a feira da Ceasa e  foi ofertado a população, apresentações teatrais, exposições de artesanatos confeccionados  pelos pacientes do Caps e apresentação musical. O evento teve a participação do Grupo de Estudo PROVOCAÇÕES  PSICOLÓGICAS de  Montes Claros.

O movimento da reforma psiquiátrica inciou-se na Itália a partir da segunda metade do século XX com repercussões no mundo inteiro e principalmente no Brasil. Aliado a ele nasceu também em 1987 (há 26 anos), em Bauru-SP, o Dia Nacional da Luta Antimanicomial marcado profundamente pela ideia de defesa dos direitos humanos e resgate da cidadania das pessoas com transtornos mentais buscando uma sociedade justa e solidária, inclusiva e libertária, sem violência, com superação do estigma e preconceito.

A reforma psiquiátrica é um processo político e social, com transformações de práticas, saberes, valores culturais e sociais, voltado para os direitos dos pacientes psiquiátricos em nosso país com a construção de redes de serviços e estratégias territoriais e comunitárias solidárias e inclusivas aos doentes mentais.

Por Vailton Ferreira

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).