Inicio » Esporte » Copa 2018 » Copa 2014 – Durante Mundial, USP prevê 39 casos de dengue nas cidades-sede

Copa 2014 – Durante Mundial, USP prevê 39 casos de dengue nas cidades-sede

Um estudo feito pela Universidade de São Paulo (USP) estima que durante o período de Copa poderão ser registrados 39 casos de dengue nas cidades-sede da Copa. “A expectativa é a de que tenhamos uma ocorrência muito baixa, sobretudo se levarmos em consideração a quantidade de turistas esperados: 600 mil”, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Jarbas Barbosa.

Copa 2014 - Durante Mundial, USP prevê 39 casos de dengue nas cidades-sede
Copa 2014 – Durante Mundial, USP prevê 39 casos de dengue nas cidades-sede

Dez das 12 cidades que vão sediar jogos da Copa não registram mais casos de dengue. A exceção fica por conta de São Paulo – que neste ano contabilizou um número de pacientes oito vezes maior do que no ano passado – e Salvador. “A previsão é a de que o número de casos nessas duas cidades caia de forma significativa nas próximas duas semanas”, disse Barbosa. No Estado de São Paulo, a queda do número de casos de dengue foi de 82% em relação ao pico da transmissão, registrado entre 13 a 19 de abril. Na capital, foram registrados entre 1º e 21 de maio 32.344 casos. “Mas a situação já mudou. O auge das transmissões já passou”, completou.

O coordenador de Controle de Doenças do Estado de São Paulo, Marcos Boulos, também avalia que a tendência é a de redução do número de casos no Brasil e no Estado. “Mas não sou tão otimista quantos aos números baixos de transmissão na cidade”, disse, referindo-se à previsão de 39 casos nas cidades-sede. Ele concorda que a tendência da dengue, depois de atingir um pico de transmissão, é de redução de número de casos. Para ele, o aumento dos casos na capital paulista está intimamente ligada à falta de água, ao grande número de criadouros do mosquito e ao alto porcentual da população suscetível à doença.

Agência Estado

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).