Inicio » Colunistas » Coluna – Os poderes da leitura

Coluna – Os poderes da leitura

A leitura é uma prática social absolutamente imprescindível para o desenvolvimento de habilidades e competências que favorecem a autonomia e a capacidade de discernimento, fundamentais para visões holísticas que contribuem para formação integral de seres pensantes e políticos na verdadeira acepção do termo.

         Legitima poderes inúmeros e maravilhosos capazes de provocarem mudanças e transformarem mentalidades no sentido não apenas de adequá-las aos modelos e regras sociais a serem preservados e aceitos para a manutenção de limites necessários a ordem e a ética, mas no sentido também de despertar para a capacidade que as pessoas têm de inferir conforme perspectivas e conclusões pessoais. Isso, a medida que a leitura em todas as suas dimensões e modalidades, oferece de maneira simples e generosa, amplas e variadas possibilidades para confrontar, analisar, atestar, duvidar e distinguir, com autoridade que a autonomia adquirida com o ato de ler confere, fatos e dados nem sempre os mais convenientes as pretensões e perspectivas pessoais.

         Numa constatação a ser deflagrada mediante o delicioso e seduzível ato de ler, de como a subjetividade pode tornar vulneráveis verdades, hábitos e posturas interiorizados e cristalizados pela acomodação advinda, muitas vezes, da falta da leitura que instiga e reascende diferentes maneiras de refletir acerca do mundo, das intenções, das pessoas e da própria conduta. Fato que justifica a defesa e o desejo de socializar, cada vez com mais veemência,os poderes maravilhosos da leitura que podem ser exercitados com a simples e inteligente decisão política de ler cada vez mais

         Poder-se-ia sublinhar, nesse sentido, o fato absolutamente inconteste de que os poderes da leitura podem favorecer, se assim optarmos por fazê-lo,  a desconstrução de modelos e regras que se impõem, muitas vezes, devido a cômodas posições de apenas aceitar o que nos é previa e intencionalmente determinado em eventuais situações. Desviando  caminhos e possibilidades de alcance de nossos próprios sonhos e pretensões que podem ter como sustentação mais sólida os poderes infindáveis da leitura fundamentados na capacidade de discernimento e na perspicácia a ser deliciosamente aflorada pelo delicioso gesto e ato de ler autonomamente para deleite,  aquisição e apreensão de conhecimentos mais significativos.

          E que nos proporciona a agradabilíssima possibilidade de melhorarmos como pessoas e filhos de DEUS PAI e de Nossa Senhora, condição que justifica a nossa existência e a nossa defesa ferrenha pela descoberta das maravilhas dos poderes da leitura também e principalmente para maior humanização de todos os espaços sociais sobretudo os mais esvaziados de amor, compreensão, generosidade, solidariedade e principalmente, de fé.

Jeny Canela Perosso   – Pós Graduada em Especialização do Pedagogo – Membro da Academia Feminina de Letras de Montes Claros

Coluna - Os poderes da leitura
Coluna – Os poderes da leitura
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).