Inicio » Nacional » Brasil – Filho de Pelé é condenado a 33 anos de prisão por lavagem de dinheiro

Brasil – Filho de Pelé é condenado a 33 anos de prisão por lavagem de dinheiro

O ex-goleiro Edson Cholbi do Nascimento, filho de Pelé, foi condenado a 33 anos de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro originário de tráfico de drogas. Conhecido como Edinho, o ex-jogador ainda pode recorrer da decisão.

Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, é acusado de ter envolvimento com uma quadrilha de tráfico de drogas; decisão da Justiça de Praia Grande cabe recurso
Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, é acusado de ter envolvimento com uma quadrilha de tráfico de drogas; decisão da Justiça de Praia Grande cabe recurso

Além do filho de Pelé, outros quatro homens foram condenados pelo mesmo crime. Clóvis Ribeiro, o ‘Nai”, Nicolau Aun Júnior, o ‘Véio’, Maurício Gheraldi, o ‘Soldado’, e Ronaldo Barsotti, o ‘Naldinho’, apontado como o cabeça da organização.

O grupo, desarticulado em 2005 durante a Operação Indra, atuava no tráfico de drogas em Santos e possuía ligação com o Comando Vermelho, no Rio de Janeiro.

Edinho, ‘Véio’ e ‘Soldado’ devem entregar seus passaportes no cartório do 1º Ofício Criminal de Praia Grande em até cinco dias a partir da data em que forem intimados, para evitar decreto de prisão preventiva. ‘Nai’ foi preso no decorrer do processo e ‘Naldinho’ está foragido.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).