Inicio » Nacional » Ministro da Justiça diz que não aceitará abusos das polícias em protestos

Ministro da Justiça diz que não aceitará abusos das polícias em protestos

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reforçou ontem que as forças policiais brasileiras deverão ter uma postura firme durante a Copa do Mundo e que não aceitará nenhuma forma de abuso nas manifestações. A declaração foi dada na cerimônia de inauguração do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICR) do Ceará, em Brasília.

 

Ministro da Justiça diz que não aceitará abusos das polícias em protestos
Ministro da Justiça diz que não aceitará abusos das polícias em protestos

Cardozo lembrou que, pela primeira vez na história, todas as forças de segurança – Polícias Federal e estaduais, Exército e Ministério Público – vão atuar conjuntamente. “Se alguém tem dúvida de que a Copa do Mundo deixará para os brasileiros algum resultado, basta ver este centro de comando e controle. Na verdade, nunca houve integração entre as polícias, a Copa do Mundo está oferecendo a condição para isso.”

Segundo o ministro, o plano de segurança para o Mundial permanece o mesmo, mas o governo federal poderá reforçar o efetivo no Estados. “Ele (o plano) segue intocado em todos os pilares. O que oferecemos foi uma complementação aos governadores por meio das Forças Armadas. A decisão caberá a eles, os Estados são autônomos para decidir essa questão.”

Com relação a série de manifestações indígenas em Brasília ao longo da semana, Cardozo foi enfático: “O ministério tem uma postura clara, queremos dialogar e negociar. O problema é que alguns radicais não querem isso”, afirmou. “Sempre tem alguém que quer incendiar, apagar a fogueira com querosene. Preferem ir à Justiça, esperar 30 ou 40 anos pela decisão sobre a propriedade de terras”, criticou o ministro.

MANIFESTAÇÃO –
 O Distrito Federal teve um novo protesto ontem. Com gritos ofensivos contra a Fifa, um grupo de cerca de 500 pessoas se reuniu no Museu da República às 18h e marchou rumo ao Estádio Mané Garrincha.

A manifestação provocou confusão no trânsito da capital federal mas, ao contrário do ocorrido na terça-feira, o ato foi pacífico e não houve registro de feridos. A Polícia Militar isolou três das seis faixas do Eixo Monumental e acompanhou o grupo por todo o trajeto. O trânsito voltou ao normal cerca de uma hora após o início do protesto.

Fonte: Agência Estado

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).