Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Cantor Daniel fez questão de ir ao Presépio Mãos de Deus em Grão Mogol

Norte de Minas – Cantor Daniel fez questão de ir ao Presépio Mãos de Deus em Grão Mogol

“Eu não podia deixar de vir conhecer o presépio”. A frase foi pronunciada pelo cantor Daniel, ao terminar de percorrer as estações do Presépio Natural Mãos de Deus, de Grão Mogol, na noite deste sábado, 31 de maio.

Ele veio a Grão Mogol contratado pela Prefeitura Municipal para uma apresentação dentro do programa de comemoração dos 156 anos de emancipação da cidade. O cantor chegou às 20h30, acompanhado do prefeito de Grão Mogol, Jeferson Augusto Figueiredo, e foi recebido por Lúcio Bemquerer, o construtor do presépio.

Simpático e sorridente, Daniel cumprimentou apertando a mão das pessoas ali presentes e durante 20 minutos conheceu todas as estações do antes e do depois do nascimento do Menino Jesus.

De modo geral, Daniel demonstrou admiração pelas esculturas dos personagens bíblicos feitos pelos escultores Antônio Silva Reis, de Contagem; e Edson Novaes, de Congonhas do Campo, próximo de Ouro Preto.

Norte de Minas - Cantor Daniel fez questão de ir ao Presépio Mãos de Deus em Grão Mogol
Norte de Minas – Cantor Daniel fez questão de ir ao Presépio Mãos de Deus em Grão Mogol

Além da Manjedoura, chamou a atenção do cantor a Sala de Preces, onde ele pôde apreciar o fenômeno do reflexo da imagem de Nossa Senhora das Graças nos vidros laterais, o que a transforma em três. Isso só acontece à noite. De dia, a imagem é uma só sobre o pedestal.

A Sala de Meditação também atraiu Daniel. Ele pôde ver a água que escorre sobre enorme pedra, água benta, movimentada por uma bomba hidráulica. Durante 30 segundos, ele ficou com os olhos fechados e calado a fim de ouvir o silêncio reinante na sala, semelhante ao silêncio de igreja quando está vazia.

Sempre acompanhado do prefeito e de Lúcio Bemquerer, Daniel disse que nunca havia visto obra semelhante ao Presépio Mãos de Deus. Parabenizou o construtor, dizendo ter sido ele iluminado para construir um presépio de tamanha grandeza.

Daniel chegou discretamente, em um momento que no presépio só se encontravam os funcionários. Mas logo a notícia de que ele estava no presépio chegou à Rua Direita, chamada Cristiano Relo, e as imediações do presépio encheu de jovens à espera de vê-lo de perto.

Na saída, o cantor continuou a demonstrar simpatia ao cumprimentar as fãs, apertando a mão de algumas delas. Logo ele entrou no carro, que já estava de porta aberta e rumou para o Hotel Paraíso das Águas, onde se hospedara com a sua equipe.

A movimentação de gente e de carros em Grão Mogol, ontem, foi fora do comum. A partir do meio dia se pôde notar aumento no trânsito de veículos e outra explicação não havia senão o fato de o cantor estar na cidade.

Daniel cantou músicas do repertório próprio e composições de outros cantores. A Avenida Beira Rio ficou todinha tomada de gente de Grão Mogol e das cidades circunvizinhas. Depois dele, encerrando as apresentações programadas pela Prefeitura de Grão Mogol, Edmilson Batista animou a plateia até a madrugada deste domingo.

Por Alberto Sena

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).