Inicio » Educação » Educação – Inscrições do Sisu 2014 terminam nesta quarta

Educação – Inscrições do Sisu 2014 terminam nesta quarta

As inscrições para a segunda edição de 2014 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) terminam às 23h59 desta quarta-feira (4). Para participar, é preciso se inscrever no site oficial do programa. Até as 19h da terça (3), o sistema registrava 861.405 candidatos inscritos.

Nesta edição, válida para o segundo semestre, serão oferecidas 51.412 vagas em 67 instituições. O Sisu é um processo seletivo que usa as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar estudantes em cursos de graduação de universidades federais e institutos tecnológicos de ensino superior. Para participar, é preciso ter feito o Enem em 2013 e obtido nota acima de zero na redação.

Cada candidato poderá escolher duas opções de vagas em qualquer instituição participante. Ao longo do período de inscrições o sistema on-line informará diariamente a nota de corte.

Educação - Inscrições do Sisu 2014 terminam nesta quarta
Educação – Inscrições do Sisu 2014 terminam nesta quarta

Cronograma
O resultado da primeira chamada do Sisu sairá no dia 6 de junho, e a matrícula poderá ser feita de 9 a 13 de junho. Já a lista dos classificados em segunda chamada será divulgada em 24 de junho. As matrículas para a segunda chamada vão de 27 de junho a 2 de julho.

A quantidade de vagas é 29% maior que o total oferecido em junho de 2013, segundo o ministro da Educação, Henrique Paim. Do total das vagas, 28.802 (56%) serão destinadas à ampla concorrência; 21.142 (41%) serão preenchidas por cotas e 1.468 (3%), por outras ações afirmativas do Ministério da Educação (MEC).

Das 67 instituições de ensino participantes (61 federais e seis estaduais), a Universidade Federal Fluminense (UFF) abriu a maior quantidade de vagas (4.259), seguida pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR, com 3.944), pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, com 3.669) e pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA, com 3.108).

Desta edição, participarão quatro novas instituições: Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Universidade Federal do Cariri (UFCA) e Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

A maior quantidade de vagas está concentrada nos cursos de engenharia (8.707), pedagogia (1.368), administração (1.383) e ciências biológicas (1.377).

Paim disse que o aumento de vagas oferecidas pelo Sisu “confirma a expectativa que todos têm de credibilidade em torno desse processo de seleção unificada”. “O estudante não precisa mais se deslocar para fazer mais de um processo seletivo. A partir do seu computador, ele tem acesso a 67 universidades”, declarou o ministro durante entrevista coletiva em Brasília.

Veja as instituições participantes:

Acre: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (Ifac).

Alagoas: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas (Ifal), Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

Amapá: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá (Ifap).

Bahia: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IF Baiano), Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFRB), Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba).

Ceará: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Universidade Federal do Cariri (UFCA).

Distrito Federal: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB).

Espírito Santo: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), Universidade Federal do Espíritop Santo (Ufes).

Goiás: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG).

Maranhão: Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Minas Gerais: Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet/MG), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais (IFNMG), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudoeste de Minas Gerais (IFSEMG), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IF Sul de Minas), Universidade Federal de Alfenas (Unifal-MG), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Universidade Federal de Lavras (Ufla), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ), Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Mato Grosso do Sul: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Pará: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA).

Paraíba: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Pernambuco: Fundação Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IF Sertão), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

Piauí: Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Paraná: Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Rio de Janeiro: Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet/RJ), Centro Universitário Estadual da Zona Norte (Uezo), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IF Fluminense), Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Rio Grande do Norte: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Rondônia: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO).

Roraima: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IFRR.

Rio Grande do Sul: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IFSUL), Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Santa Catarina: Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

Sergipe: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS).

São Paulo: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP).

Tocantins: Fundação Universidade Federal do Tocantins (UFT), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO).

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Um a cada cinco jovens mineiros é "nem-nem", que nem trabalha nem estuda

MG – Um a cada cinco jovens mineiros é “nem-nem”, que nem trabalha nem estuda

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. MG – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).