Inicio » Colunistas » Coluna – Ele é amigo dos caras

Coluna – Ele é amigo dos caras

Até que ponto um partido se deixa chafurdar com a desqualificação de seus correligionários, que são cooptados aleatoriamente do submundo criminal para representar o partido?

Onde fica o respeito republicano à ética e à moralidade das agremiações políticas brasileiras, que não selecionam os seus representantes para envergar com dignidade o nome do Parlamento nacional?

“Flagrado em reunião com criminosos, o deputado Luiz Moura (PT) recebeu doações de campanha do alto escalão do partido e de ao menos um membro do PCC”. Com essa epígrafe, transcreve-se, para reflexão do leitor, o artigo “Ele é amigo dos amigos”, da jornalista Mariana Barros, da revista Veja.

“A eleição do ex-assaltante, ex-presidiário, frequentador de reuniões organizadas por facção criminosa e atual deputado estadual pelo PT Luiz Moura foi resultado de um esforço da cúpula do seu partido – e não apenas da generosidade de Jilmar Tatto, secretário de Transportes da prefeitura de São Paulo e financiador de um terço da campanha do deputado em 2010. Só a ministra da Cultura, Marta Suplicy, doou ao antigo colaborador 35000 reais.

Quando ela foi prefeita de São Paulo, o agora deputado atuava como líder de perueiros da Zona Leste ao lado de seu irmão, o hoje vereador petista Senival Moura, acusado pelo Ministério Público de registrar veículos de transporte público em nome de laranjas para burlar a lei e faturar com o serviço. Outros figurões petistas, como o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e o mensaleiro José Genoíno, também constam dos registros do Tribunal Superior Eleitoral como colaboradores da campanha de Moura.

O deputado, um velho conhecido da lei – condenado por assalto a dois supermercados em 1993, escapou da cadeia e viveu dez anos como foragido -, voltou a entrar na mira dos policiais há duas semanas em meio à investigação sobre os ataques a ônibus em São Paulo.

Dois grandes grupos compõem o sistema de transporte paulistano: as empresas tradicionais e as cooperativas, formadas na gestão Marta com a legalização dos perueiros. Desde o início deste ano, ônibus pertencentes às empresas tradicionais vinham sendo incendiados quase diariamente. O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) passou a investigar os episódios e, em 17 de março, flagrou uma reunião na garagem de uma cooperativa na Zona Leste supostamente organizada para planejar novos ataques a veículos.

Das 45 pessoas presentes, dezoito eram membros da facção criminosa PCC e 26 tinham passagem pela polícia. Moura era um deles. Ao ser abordado, apresentou-se como parlamentar e escapou de ser levado à delegacia. Desde que o nome do deputado apareceu no noticiário, não houve mais registro de queima de ônibus em São Paulo. Moura nega qualquer relação com o PCC. Mas, curiosamente, a facção criminosa, ou pelo menos alguns de seus membros, não nega relação com ele. Pelo contrário.

Nos dados do TSE, um de seus doadores é o ex-presídiário Claudemir Augusto Carvalho – condenado por furto, roubo e, segundo o Deic, membro do grupo criminoso que Moura agora renega.”

Lista dos doadores: Aloizio Mercadante, Ministro-chefe da Casa Civil, 5.584,34 reais; Arlindo Chinaglia, Vice-presidente da Câmara, 16.255 reais; João Paulo Cunha, ex-deputado federal, 6.173,68 reais; Marta Suplicy, Ministra da Cultura e eleita senadora, 35.000 reais; José Genoino, ex-deputado federal, 6.577 reais.

Júlio César Cardoso

Bacharel em Direito e servidor federal aposentado

Balneário Camboriú-SC

Julio Cesar Cardoso
Julio Cesar Cardoso

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).