Inicio » Nacional » Brasil – Polícia Federal prende 16 por tráfico internacional de drogas em cinco Estados

Brasil – Polícia Federal prende 16 por tráfico internacional de drogas em cinco Estados

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (10), a Operação Athos, de combate ao tráfico internacional de drogas, que desarticulou organização criminosa e seu núcleo financiador, que detinha elevado poder econômico, agindo em cinco estados brasileiros. Pelo menos 16 pessoas foram presas.

Brasil - Polícia Federal prende 16 por tráfico internacional de drogas em cinco Estados
Brasil – Polícia Federal prende 16 por tráfico internacional de drogas em cinco Estados

Durante as investigações, identificou-se um núcleo responsável por financiar o tráfico de drogas gerido pelos investigados. Um dos integrantes desse núcleo esteve diretamente envolvido em fraude bancária recente, cujos rendimentos totalizaram 120 milhões de reais em um ano. Cerca de 250 policiais federais cumprem 22 mandados de prisão preventiva, 38 de busca e apreensão e nove conduções coercitivas, em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina.

A quadrilha, que era uma das principais distribuidoras de drogas do país, adquiria as mesmas na Bolívia e no Paraguai, trazendo-as de avião para o interior de São Paulo. De lá, a droga era distribuída pelo Estado, além de Minas Gerais, Rio de Janeiro e região Nordeste do Brasil. Os criminosos movimentavam milhões de reais, utilizando contas bancárias, serviços de doleiros e dinheiro em espécie, procedendo à lavagem desses lucros por meio de empresas de transporte de passageiros e de comércio em geral. Além de documentos falsos, a quadrilha também contava com uma rede de tráfico de influências, que ajudava na manutenção de suas atividades criminosas.

Como tentativa de desarticular o poder econômico da quadrilha, algumas medidas judiciais foram tomadas, como o bloqueio de valores e ativos depositados em instituições bancárias em titularidade de 28 CPFs e quatro CNPJs; sequestro de todos os bens imóveis e veículos em nome das mesmas pessoas físicas e jurídicas; além do sequestro de patrimônio já identificado dos investigados, incluindo cinco aeronaves, quatro lanchas de luxo, um jet-ski, 11 imóveis e 14 veículos. Todo esses bens foram avaliados em cerca de 70 milhões de reais.

Ainda no curso das investigações, a PF apreendeu 594 kg de cocaína (pasta base e cloridrato), cerca de uma tonelada e meia de maconha, uma pistola da marca Glock, calibre .380, munições, seis veículos, um caminhão, R$ 203.695, US$ 390.228, tendo prendido em flagrante 16 pessoas e detido uma, por transporte de numerário advindo do tráfico de drogas. 

Brasil - Polícia Federal prende 16 por tráfico internacional de drogas em cinco Estados
Brasil – Polícia Federal prende 16 por tráfico internacional de drogas em cinco Estados

Athos

O nome da operação vem da mitologia grega. Athos era um dos gigantes, filho de Gaia e Urano, que, em uma batalha, jogou uma montanha sobre Zeus. Daí o significado do nome Athos, “aquele que nada teme”; como parecia ser o espírito dos investigados, tão acostumados à sensação de impunidade que tinham.

Polícia Federal em Minas Gerais
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).