Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Igreja Matriz de Montes Claros tem 7 imagens destruídas por jovem descontrolado

Montes Claros – Igreja Matriz de Montes Claros tem 7 imagens destruídas por jovem descontrolado

Primeira igreja de Montes Claros tem 7 imagens quebradas por um jovem de 18 anos no final da manhã de hoje.  Com uma pedra na mão, o homem entra na igreja e começa a apedrejar o funcionário que cuidava do tempo religioso, e aos gritos, ameaça dizendo estar armado. Em seguida, saiu derrubando as imagens que via pela frente. 1 imagem de Santo Agostinho, 1 de Santa Mônica, 1 de São Sebastião, 1 do Cristo Crucificado e 2 anjos foram destruídos pelo rapaz que estava transtornado segundo depoimentos de quem viu as cenas de perto.

Montes Claros - Matriz de Montes Claros tem 7 imagens destruídas por jovem descontrolado
Montes Claros – Matriz de Montes Claros tem 7 imagens destruídas por jovem descontrolado

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e São José é a primeira da cidade. Segundo o Pároco, Pe. Dorival Barreto Júnior as imagens destruídas tem para os fieis e para a história da igreja local valor sentimental, diz abatido com o fato ocorrido. 

Montes Claros - Matriz de Montes Claros tem 7 imagens destruídas por jovem descontrolado
Montes Claros – Matriz de Montes Claros tem 7 imagens destruídas por jovem descontrolado

Os padres que estavam na reunião do clero, ali mesmo perto da igreja, impediram que o homem fugisse. Em perseguição cercaram-no dentro de uma igreja evangélica onde o jovem se refugiou. Pe. Diogo Afonso, um dos que ajudaram na captura, disse que o rapaz aparentava ter distúrbios. “Só nos resta rezar por essa dor da nossa fé”, conclui o sacerdote.

Montes Claros - Matriz de Montes Claros tem 7 imagens destruídas por jovem descontrolado
Montes Claros – Matriz de Montes Claros tem 7 imagens destruídas por jovem descontrolado

Depois de postadas as fotos na página da rede social da Arquidiocese, houve muitos comentários com características de revolta de muitas pessoas que viram as imagens em pedaços. O fato de o homem ter dito que professava a fé evangélica, aumentou os comentários contra e a favor da crença religiosa. Por isso, o coordenador da Pastoral da Comunicação da Arquidiocese, Pe. Antônio Brígido de Lima postou em sua página na rede social: “Esse irmão, destruiu nossas imagens, mas não destrói a nossa fé. Porque nossa fé está em Cristo Jesus, nosso único eterno Salvador. As imagens representam para nós católicos, pessoas queridas, santas e amadas por Deus.
Não acusemos de forma alguma evangélicos, pois nós conhecemos sérios irmãos evangélicos, sérios pastores que não pregam desrespeito e violência. Que seja investigado, que seja aplicada a lei e que esse irmão, receba de nós católicos o perdão”, finaliza com um pedido de paz. Viva SANTA MÔNICA, SANTO AGOSTINHO, SÃO SEBASTIÃO E OS SANTOS ANJOS.

Por Viviane Carvalho 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).



2 comentários

  1. Postura exemplar do Pe. Antônio Brígido de Lima!
    Contudo, que os responsáveis tenham a Lei aplicada!
    Particularmente, afirmo que muitas “ramificações” evangélicas não são religião, mas seitas!
    Lamentável, e de não se duvidar se os criminosos (sim, pois o fato é tipificado como crime!) mudarem seu depoimento e dizerem que foi o “inimigo” (da cabeça deles!).
    Triste, porque a maioria das pessoas – principalmente “pastores” – dessa seita infeliz e desgraçada são a hipocrisia personificada!

  2. Isto ocorre porque evangélicos pregam a intolerância religiosa, desrespeitando o credo dos outros. “Pastor” analfabeto incutindo intolerância religiosa em seguidores tão o mais ignorantes que esses “pastores”, que na verdade, são um fracasso profissionalmente falando e começam pregando nessas “igrejas” para não morrerem de fome!