Inicio » Colunistas » Coluna – Felizes para Sempre: Uma hora vai dar errado!

Coluna – Felizes para Sempre: Uma hora vai dar errado!

Esse casal de namorados são tão bonitos juntos, sempre unidos e românticos!

– Por enquanto que estão só no inicio do namoro, espera passar uns anos!

Passado 4 anos:

– Poxa que legal eles tem 4 anos de namoro, estão se preparando para casar e continuam tão unidos, ele sempre atencioso com ela e ela sempre respeitosa com ele…

– Espera casar, ai eles vão ver se vai continuar assim!

1 ano de casados:

– Acho tão bonito esse dois, mesmo depois de casados ainda mantêm o romantismo e a cumplicidade, parecem namorados.

– Ainda estão na lua de mel! Espera uns 5 anos de casados para você ver!

Passados 5 anos:

– Mesmo depois de 5 anos de casados esses dois mantêm a chama acesa, da para perceber a amizade entre eles e a harmonia.

– Espera vir os filhos, ai eles verão como é! Já vi isso, tenho experiência.

Vindo os filhos:

– Essa família é um exemplo, os filhos todos bem educados, o marido sempre muito carinhoso com eles e com sua esposa, parecem até que estão no inicio do namoro, eles se olham como se tivessem visto o amor da sua vida.

– Por enquanto, até eles fazerem 10 anos…

– Acabou! Já cansei do seu negativismo!

Esse é o negativismo que ronda os casamentos. Muita gente acha bonita a cerimônia, mas horrível e dificultoso o ato de estar junto, concordo com essas pessoas se eu partir do pressuposto que escolheram mau seu companheiro, mas se escolheram bem nada disso vai acontecer.

Há uma generalização, “casar é muito ruim”, “depois que casa muda”, “o namoro é muito melhor que o casamento”. Nas minhas observações percebi que realmente alguns casais perdem o romantismo e caem na rotina, muitos não têm mais carinho e respeito, apenas vivem com um conhecido com quem dividem a casa e as contas. Mas os principais responsáveis por deixar isso acontecer são os envolvidos, ou uma das partes.

Já que a maioria dos casais não se esforça para manter o relacionamento avivado, boa parte da população acredita nesse pensamento predominante de que uma hora vai dar errado, “pode esperar!”, as pessoas torcem para o outro não dar certo, por que isso é uma regra e não pode ser quebrada, é impossível dar certo.

Quando veem um casamento ou um relacionamento que está dando certo, as pessoas criam na cabeça delas que alguma hora não vai dar mais, é um negativismo coletivo, poucas pessoas pensam positivo e dizem “Esse casal é feliz”, “Esse casal vai dar certo”, a maioria são pessoas educadas por novelinhas da mídia que sempre mostram que o casamento é uma droga, essa é a realidade que elas vivem e acreditam.

Porem pode ter certeza que se os dois se esforçarem e quiserem realmente que o casamento dê certo, vai dar, não importam os anos, os filhos, os altos e baixos, vão sempre estar juntos, não ligando para o que a sociedade prega ou diz. A segurança do casal não depende do que as pessoas dizem, mas no que os dois acreditam.

Por Letícia Romero

Letícia Romero
Letícia Romero
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).