Inicio » Esporte » Copa 2018 » Copa 2014 – Mexicanos ganham no barulho e fazem festa para goleiro herói

Copa 2014 – Mexicanos ganham no barulho e fazem festa para goleiro herói

O amarelo dava o tom do Estádio Castelão, mas os setores em vermelho e verde foram mais intensos e voltaram para o centro de Fortaleza em festa pelo empate na casa do inimigo. Ou quase isso. Os mais de 10 mil mexicanos presentes fizeram barulho, abafaram a maioria brasileira em grande parte do duelo e saíram com um herói: o goleiro Guillermo Ochoa, autor de quatro defesas que garantiram o 0 a 0 no placar e ganhador do prêmio de melhor do jogo.

Ochoa vira herói mexicano e garante festa vermelha e verde no Castelão
Ochoa vira herói mexicano e garante festa vermelha e verde no Castelão

A primeira delas, ainda no primeiro tempo, foi a mais impressionante. Neymar cabeceou forte, à queima-roupa, e Ochoa se esticou para pegar a bola no canto direito. Na última, nos minutos finais, mostrou reflexo para defender cabeçada forte de Thiago Silva.

Não à toa a torcida mexicana gritou, depois do lance, “portero”, palavra que em espanhol significa goleiro. O nome pode não ter sido gritado pela arquibancada, mas os companheiros cumprimentaram um a um Ochoa pela tarde inspirada em Fortaleza.

“Sabíamos que seria um jogo difícil. O Brasil é uma grande equipe e conseguimos fazer uma boa partida e nos aplicar para poder sair com um bom resultado”, comentou o goleiro após o jogo.

Cumprindo todas as premissas do técnico Miguel Herrera para a partida, o México conseguiu ter bastante a bola no pé, sufocou o Brasil com marcação e ainda atacou com frequência. A boa atuação contribuiu para a sintonia que fez os mexicanos transformarem o Castelão em vários momentos no Estádio Azteca.

Dos 60.342 torcedores no estádio, mais de 10 mil eram mexicanos. A organização chegou a anunciar 8 mil com antecedência, mas muitos conseguiram bilhetes de última hora e aumentaram o volume das arquibancadas.

A torcida brasileira tentou abafar os gritos por alguns momentos, ensaiou sem sucesso “Sou brasileiro com muito orgulho” e teve como participação mais bonita a Hino Nacional mais uma vez executado “à capela”. Mas quando a bola rolou, assim como o time ficou devendo, a torcida não conseguiu se transformar em 12º jogador.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).