Inicio » Esporte » Copa 2018 » Copa 2014 – Espanha entra na lista de campeões eliminados na 1ª fase

Copa 2014 – Espanha entra na lista de campeões eliminados na 1ª fase

A eliminação da Espanha nesta quarta-feira, com derrota por 2 a 0 para o Chile, fará o elenco treinado por Vicente del Bosque, que encantou o mundo há quatro anos, entrar em um indesejado – e seleto – rol dos  campeões mundiais. Protagonista do vexame no Grupo B, o time foi o quinto campeão vigente eliminado na primeira fase do torneio seguinte em uma Copa. 

Campeã em 2010, Espanha foi eliminada logo na segunda rodada da fase de grupos
Campeã em 2010, Espanha foi eliminada logo na segunda rodada da fase de grupos

A equipe de Iniesta e companha se junta a outras três seleções que já haviam passado por vergonha semelhante: Itália (1950 e 2010), Brasil (1966) e França (2002). Antes da Copa do Mundo, os espanhóis eram apontados como um das favoritos ao título do torneio em solo brasileiro. 

Apesar de raro, o vexame tem se tornado mais comum nos últimos anos: das quatro Copas do Mundo realizadas no século atual, apenas em uma o campeão vigente avançou na fase de grupos. O “feito” foi alcançado pelo Brasil, que após ser campeão em 2002 chegou às quartas de 2006, fase na qual foi eliminado pela França. 

Veja seleções campeãs que foram eliminadas na fase de grupos antes da Espanha:

1950 – Itália
A Itália, campeã em 38, foi eliminada na primeira fase na Copa disputada no Brasil. O grupo tinha Suécia, Itália e Paraguai, sendo que apenas um avançava ao quadrangular final – os suecos avançaram com três pontos e os italianos saíram com apenas uma vitória (2 a 0 sobre Paraguai). 

1966 – Brasil
O Brasil, campeão quatro anos antes, foi eliminado logo na primeira fase com apenas dois pontos (vitória sobre a Bulgária por 2 a 0 na estreia – na época, vitórias valiam dois pontos). Passaram no Grupo 3 de 1966 as seleções de Portugal, com seis pontos, e Hungria, com quatro pontos. Ambas ganharam da Seleção nacional em confrontos diretos. 

2002 – França
Em um dos maiores vexames da história das Copas do Mundo, a França, que havia sido campeã sobre o Brasil em 1998, ficou na lanterna do Grupo A do torneio disputado no Japão e na Coreia do Sul. Avançaram na chave Dinamarca, com sete pontos, e Senegal, com cinco. O Uruguai foi eliminado com dois pontos e a França se despediu com um, apenas um empate com os uruguaios na segunda rodada – perdeu para os africanos por 1 a 0 e para os dinarmarqueses por 3 a 0. 

2010 – Itália
Campeã em 2006, a Itália cometeu um vexame quase tão grande quanto os franceses oito anos antes. A seleção italiana foi eliminada do Grupo F na lanterna, com apenas dois pontos, atrás até mesmo da Nova Zelândia. Passaram à próxima fase na chave o Paraguai, com cinco pontos, e a Eslováquia, com quatro. Os italianos empataram por 1 a 1 com Paraguai e Nova Zelândia e sofreram derrota por 3 a 2 para a Eslováquia. 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).