Inicio » Mais Seções » Famosos » George Clooney é ativista e luta pelas causas africanas

George Clooney é ativista e luta pelas causas africanas

Considerado o “homem mais charmoso de Hollywood”, o ator norte-americano George Clooney, 53 anos, desempenha outro papel, pouco divulgado, mas que faz a diferença por onde ele passa: o de filantropo. Desde 2005, o galã esteve envolvido em diversas ações humanitárias pelo mundo, principalmente relacionadas ao continente africano.

Em 2008, George Clooney, mensageiro da paz, fala com Asha-Rose Migiro, secretária- geral adjunta da ONU em Nova York
Em 2008, George Clooney, mensageiro da paz, fala com Asha-Rose Migiro, secretária- geral adjunta da ONU em Nova York

Sua última ação, a assinatura de três camisas do clube de futebol escocês Celtic, em março deste ano, irá financiar o programa de Educação Digital de duas escolas em Glasgow, na Escócia, organizado pela Celtic FC Foundation. O projeto discutirá questões defendidas pelo ator na área dos direitos humanos.

Sua última ação, a assinatura de três camisas do clube de futebol escocês Celtic, em março deste ano, irá financiar o programa de Educação Digital de duas escolas em Glasgow, na Escócia, organizado pela Celtic FC Foundation. O projeto discutirá questões defendidas pelo ator na área dos direitos humanos.

Clooney também deu o que falar, em fevereiro último, ao sortear uma noite em sua companhia, no dia da estreia de seu novo filme, Caçadores de Obras Primas. A iniciativa tinha um bom propósito: arrecadar fundos para seus projetos humanitários. A ação rendeu US$ 540 mil (cerca de R$ 1,2 milhão).

O ativismo político de Clooney começou ao perceber que “ser reconhecido por seus filmes não era o suficiente”. Desde então, ele se engajou em diversas ações sociais e ajudou a fundar organizações humanitárias como a Not On Our Watch (Não sob os nossos olhos), criada em parceria com os atores Don Cheadle, Matt Damon e Brad Pitt, e o produtor Jerry Weintraub; e o Satellite Sentinel Project (Projeto Satélite Sentinela), fundado em parceria com o ativista John Prendergast, que usa imagens de satélite para denunciar atrocidades no Sudão, na África.

Em 2007, o ator convidou o pai, o jornalista Nick Clooney, a gravar o documentário A Journey to Darfur (Uma viagem a Darfur), que fala sobre a visita que os dois fizeram ao Sudão. “Eu vou me lembrar para sempre de como as pessoas estavam sendo seguradas por um fio tão fino e havia tantas maneiras delas morrerem e, ainda assim, eram otimistas”, contou Clooney, na estreia do filme.

Polêmicas do bem
Sujeito pacífico e conhecido por sua simpatia com fãs e equipes de cinema, George Clooney chegou a ser preso por “desobediência civil”, em 2012, ao protestar contra o bloqueio de ajuda humanitária no Sudão, em frente à embaixada do país, nos Estados Unidos. “Chamar a atenção para essa questão é um trabalho que temos de fazer continuamente; protestar contra a ideia de um governo atacar e matar seus próprios inocentes, homens, mulheres e crianças, e permitir que a ajuda entre agora, porque nos próximos meses poderá ser a maior crise humanitária do mundo, é o mais importante”, declarou ele.

A “polêmica do bem” não foi a única na carreira de ativista do galã: nomeado Mensageiro da Paz da Organização das Nações Unidas em 2008, ele abriu mão do título, em 28 de abril último, “para ter mais independência para avançar com seus projetos pessoais e atividades humanitárias”. Durante os seis anos em que esteve na ONU, Clooney viajou diversas vezes para a República Democrática do Congo e para o Sudão do Sul.

Dialoog Comunicação
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).