Inicio » Colunistas » Adilson Cardoso » Coluna – Conversa Fiada

Coluna – Conversa Fiada

E as coisas vão indo mais ou menos. Assim diria certo compadre das bandas de acolá que há tempos não da o ar da graça, comentaram que a sorte lhe sorrira  numa semana antes dos preparativos para a Copa do Mundo de futebol no Brasil. Em pequenos espaços de três dias, ganhara na Mega Sena, divorciara da dona Maria e andou abraçado com um loura de nome Andressa. Mas também na mesma velocidade morrera em um latrocínio para lá de curioso, sendo  que o assaltante matou  mas não levou  os bens da vitima. Mas isto é apenas um dos assuntos que estão nas bocas destes dias, a corrida para a reeleição de Dilma mexe com os xiitas e sunitas do Partido dos Trabalhadores, Partido Comunista do Brasil e os outros que se intitulam coalisão para ganhar cargos, parafraseando meu amigo José Dílson Domingos a primeira letra do partido é PMDB. Aécio Neves chega com nariz empinado (não estou fazendo trocadilhos maldosos) por já ter abatido José Serra nas previas do PSDB, se acha forte a ponto de derrubar a Guerrilheira, com isto no Facebook adeptos da política e Marias-vão-com-as-outras expõem suas glandes, ou melhor, suas ideias confusas de tons absolutamente pessoais, como se dependesse exclusivamente deles a continuação ou o embargo de toda a história. E surgem fantasias dignas de cinema, algo assim estrobofatico se me permitem o neologismo, certo sujeito que não é da minha rede de amigos, infiltrou-se via outro que é de ciclo comum para nós dois e disse que “todo comunista come criancinha e é ateu”. No primeiro momento me veio uma série de armas na cabeça que poderiam ser facilmente usadas contra o dito, todavia um breve apagão de energia foi à solução sensata, para não descer ao nível dele. Como se estivesse em palco participando de um monologo imbecil o tirano repetiu com letras maiúsculas; “TODO COMUNISTA COME CRIANCINHA E É ATEU”. Inclusive foi Hitler quem mandou matar milhões de criancinhas. Analisei friamente aquela compreensão  tosca da história e sorri me livrando de qualquer peso da consciência vingativa. E por incrível que pareça, coincidência ou não, nunca se viu tantos livros jogados no lixo como agora, tanto que os “Sebos” enfrentam uma concorrência desleal e crescente, voltando aos números da coincidência à criminalidade também vem aumentando, agora sem território marcado, não mais privilégio das grandes capitais, mas os interiores também parem suas células acéfalas, alguma coisa deu errado, principalmente na frase de Monteiro Lobato “Um Pais se faz com homens e livros”. E que Deus tenha piedade da Rainha para que invista no futebol, já que o neto do Príncipe Charles ainda não consegue carregar a camisa 10 do pouco criativo Rooney, serve para ex-furia, aquela seleção dos mais bem pagos que ostentava o titulo de melhor do mundo, enquanto coroam o rei o futebol dá vexame no Brasil, terão que voltar mais cedo para casa com o grito de olé entalado na garganta do torcedor, e também no ouvido já que as torcidas adversárias gritaram de sobra. Por enquanto é só.

Por Adilson Cardoso

Adilson Cardoso
Adilson Cardoso
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).