Inicio » Esporte » Copa 2018 » Copa 2014 – PF já impediu que mais de uma treintena barra-bravas de entrarem no Brasil

Copa 2014 – PF já impediu que mais de uma treintena barra-bravas de entrarem no Brasil

A intenção da Polícia Federal de evitar ao máximo possíveis confrontos violentos na Copa do Mundo entre torcedores tem se mostrado positivo. Em balanço divulgado nesta terça, a PF informa que 32 barra-bravas, uma versão portenha dos “hooligans”, já foram impedidos de entrar no país. Dois deles que conseguiram chegar tem o prazo de 72 horas para sair de terras brasileiras.

Torcedores argentinos com histórico de violência em estádios foram detectados tentando chegar para a Copa do Mundo
Torcedores argentinos com histórico de violência em estádios foram detectados tentando chegar para a Copa do Mundo

A iniciativa e parte de um acordo internacional entre o Brasil e a Argentina. Mais de dois mil nomes foram compartilhados, referentes a torcedores que têm histórico de violência em estádios de futebol.

Do total de argentinos “flagrados”, 18 tentavam entrar no País por via área, e os outros 14, por terra.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).