Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Ambulâncias do SAMU são equipadas para realizar eletrocardiograma

Norte de Minas – Ambulâncias do SAMU são equipadas para realizar eletrocardiograma


Reviewed by:
Rating:
5
On 24 de junho de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

Norte de Minas - Ambulâncias do SAMU são equipadas para realizar eletrocardiograma

Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do Norte de Minas (SAMU Macro Norte) já estão equipadas com o sistema para realização do eletrocardiograma. As equipes de socorristas das 37 bases descentralizadas do SAMU na região estão sendo treinadas para operar o equipamento e realizar o exame.

O equipamento vai possibilitar a realização do eletrocardiograma em pacientes com suspeita ou diagnóstico de doenças cardiovasculares na própria ambulância do SAMU. Utilizando métodos de telemedicina, a imagem do eletrocardiograma será enviada à Central de Regulação do SAMU para imediata avaliação e orientação quanto à conduta apropriada.

Norte de Minas - Ambulâncias do SAMU são equipadas para realizar eletrocardiograma
Norte de Minas – Ambulâncias do SAMU são equipadas para realizar eletrocardiograma

Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) em parceria com a Rede de Teleassistência de Minas Gerais, o projeto Minas Telecárdio faz parte da estratégia do Governo Estadual de implantação das redes de atenção à saúde, capazes de responder às condições agudas e crônicas.

Milena Marcolino, coordenadora científica do projeto, explica que o tempo é fator decisivo nesse tipo de agravo, por isso, nos municípios que demandam mais de 120 minutos de deslocamento até um serviço de hemodinâmica será administrado o trombolítico no paciente, que será imediatamente transferido pelo SAMU para o hospital referência. “Além das unidades do SAMU, os 20 hospitais que integram a Rede de Urgência e Emergência do Norte de Minas também receberão o equipamento”, observa a médica.

 

O PROJETO

Desde junho de 2013, o projeto Minas Telecárdio está acompanhando pacientes com suspeita ou diagnóstico de doenças cardiovasculares atendidos pelo SAMU e nos seis hospitais de Montes Claros, com objetivo de desenhar e implantar a linha de cuidados do infarto agudo do miocárdio (IAM).

Em março e abril, foram realizados os treinamentos dos profissionais que atuam nas unidades do SAMU e nas portas de entrada dos hospitais para realização do eletro. Também já foi elaborada a linha-guia e definidos os fluxos e o protocolo assistencial. “Estamos na fase de efetivação do projeto, com a instalação do sistema tele-ECG nas unidades de toda a região”, completa Milena.

Ricardo Afonso Veloso, presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun), ressalta que o projeto vai melhorar o acesso ao atendimento e melhorar sensivelmente a sobrevida e recuperação dos pacientes. “A introdução da tecnologia possibilitará aos médicos maior agilidade no diagnóstico, contribuindo para racionalizar os serviços prestados, promovendo mais autonomia e impactando sobremaneira o serviço”, explica.

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no Estado, respondendo por 28% das mortes registradas em 2010, conforme dados do Datasus. No Norte de Minas a mortalidade por IAM é alta e acima da média nacional (18,2% versus 15,1%).

Após a efetivação do projeto será realizado acompanhamento com coleta de dados nos hospitais, reavaliação do diagnóstico precoce do IAM, do tempo para perfusão, mortalidade intra-hospitalar e complicações intra-hospitalar para avaliar o impacto da iniciativa sobre os indicadores de saúde na região.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).