Inicio » Nacional » Brasil – Polícia procura oito detentos que fugiram de delegacia no Maranhão

Brasil – Polícia procura oito detentos que fugiram de delegacia no Maranhão


Reviewed by:
Rating:
5
On 25 de junho de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

Brasil - Polícia procura oito detentos que fugiram de delegacia no Maranhão

As autoridades policiais do Maranhão realizam buscas para encontrar oito detentos que fugiram da Delegacia Regional de Codó, no interior do estado, distante 290 quilômetros de São Luís. A fuga aconteceu nessa terça-feira (24) depois que os presos serraram as grades grade da cela, que tem acesso à parte externa da delegacia, e pularam o mulo.

Brasil - Polícia procura oito detentos que fugiram de delegacia no Maranhão
Brasil – Polícia procura oito detentos que fugiram de delegacia no Maranhão

Durante a fuga, os oficiais da Companhia Independente do Exército – que funciona ao lado da delegacia – perceberam a movimentação e passaram um rádio para a polícia, mas ninguém foi recapturado. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a polícia investiga como os detentos serraram as grades sem fazer barulho, o que chamaria a atenção do carcereiro e dos policiais de plantão.

As investigações apontam que a superlotação é uma das causas das fugas na 4ª Delegacia Regional de Codó, que abriga presos das delegacias de Coroatá, que foi destruída em um incêndio, e da Delegacia de Timbiras.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).