Inicio » Economia » Caixa questiona plano de recuperação judicial da OSX

Caixa questiona plano de recuperação judicial da OSX


Reviewed by:
Rating:
5
On 25 de junho de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

Caixa questiona plano de recuperação judicial da OSX

Os principais credores da OSX, estaleiro de Eike Batista, estão questionando os valores de empréstimos, garantias e bens da companhia, de acordo com informações publicadas pela Folha de S. Paulo. A Caixa Econômica Federal, que tem R$ 463 milhões a receber da empresa, que está em recuperação judicial, quer incluir um desembolso de R$ 700 milhões feito por meio do Fundo da Marinha Mercante. Esse valor ficou fora do plano de recuperação por contar com garantias específicas. A Caixa diz que essas garantias são insuficientes.

OSX, estaleiro de Eike Batista, pode ir à falência se plano de recuperação judicial não for aprovada em assembleia de credores
OSX, estaleiro de Eike Batista, pode ir à falência se plano de recuperação judicial não for aprovada em assembleia de credores

Caso esse desembolso seja incluído na recuperação judicial, o banco estatal se tornará o credor com maior valor a receber do estaleiro, passando a ter o maior poder de decisão entre os credores. A Deloitte, administrado judicial da OSX, se opõe aos pedidos da Caixa. O plano de recuperação precisa ser avaliado pelos credores em assembleia. Se não for aprovado, a empresa corre risco de ir à falência. A OSX tem dívidas que passam de R$ 4,5 bilhões e propõe saldar os credores com deságio, em 25 anos, após três anos de carência de pagamentos.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).