Inicio » Mais Seções » Saúde – Estudo mostra que mulher é mais preocupada com saúde bucal

Saúde – Estudo mostra que mulher é mais preocupada com saúde bucal

Os cuidados e a preocupação com a saúde bucal estão tomando proporções cada vez maiores na vida das pessoas. Porém, quando o assunto é extração e implante dentário, as mulheres são as mais interessadas, segundo levantamento feito pelo Centro de Cirurgia Oral (CCO), clínica especializada em extração que já realizou mais de quinze mil cirurgias. 

Segundo a pesquisa, para os homens, vergonha e medo de dor ainda os mantêm longe do consultório
Segundo a pesquisa, para os homens, vergonha e medo de dor ainda os mantêm longe do consultório

Para Henrique Taniguchi, especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pela USP e sócio da CCO, o fato das mulheres procurarem mais alguns tratamentos odontológicos não quer dizer que elas possuam mais problemas bucais. “A presença feminina em maior número nos nossos consultórios se dá porque a mulher é mais receptiva a novos tratamentos e existe na sociedade a idéia de que elas aguentam mais as possíveis dores que eles podem causar. Os homens apresentam mais desconfiança com o novo e receio a dor”. 

Segundo o especialista, com base em cadastros e a partir do cruzamento de informações, percebeu-se que a maioria das extrações da clínica foi feita em mulheres. “Das 4.087 extrações de sisos realizadas entre pessoas de 15 a 24 anos, de janeiro de 2007 a março de 2014, 58% foram em mulheres”, diz Henrique. 

Quando analisadas faixas etárias mais altas, esse número cresce ainda mais. Em relação aos implantes dentários e/ou extrações, as mulheres entre 40 a 85 anos representam 61% do total (4.539 procedimentos). “Nesta faixa etária, elas buscam tratamentos preventivos ou mesmo o restabelecimento da mordida, já os homens postergam ao máximo esta decisão”, conta o especialista. 
 
Outro fator que influencia a presença feminina nos consultórios que lidam com esses tipos de tratamentos é a vaidade. “A mulher não tem vergonha de procurar mil opções para ficar mais bonita e com a auto-estima elevada. Ela faz o tratamento, conta para todo mundo e indica para as amigas. O homem ainda tem muita vergonha de procurar tratamentos estéticos. Eles só procuram o dentista quando estão com dor”, diz o especialista. 

Ronco, impotência e barriga de chope
A falta de vaidade masculina pode causar muito mais problemas do que uma aparência não atrativa. Procurar o dentista só quando sente dor pode fazer com que outros tipos de problemas mais sérios não sejam percebidos com rapidez, como mandíbula inferior muito retraída, língua maior do que o normal e palato muito baixo.

Esses problemas bucais somados à famosa barriga de chope masculina (gordura abdominal que se concentra na região do diafragma, atrapalhando a respiração), podem causar apneias do sono e ronco.   

O ronco impede que o homem alcance níveis mais profundos de descanso necessários para a produção de testosterona e óxido nítrico.  A testosterona está ligada diretamente a libido sexual e a vitalidade do homem, já o óxido nítrico é um neurotransmissor responsável pela ereção, ou seja, uma falha na produção deles pode causar impotência. 

O que mais chama a atenção para Henrique, é que os homens que procuram ajuda por causa de problemas com o ronco vão ao consultório por causa de suas mulheres. “As mulheres diretamente se cuidam bem mais e indiretamente cuidam de seus maridos. São elas as mais incomodadas com o ronco e com a saúde de seus parceiros”. 

Agência Beta

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).