Inicio » Economia » Contratação de mão de obra local movimenta economia nas cidades do interior de Minas

Contratação de mão de obra local movimenta economia nas cidades do interior de Minas

O crescimento dos municípios do interior de Minas Gerais, nos últimos anos, tem chamado a atenção de empresas de grande porte. Além dos incentivos fiscais e da localização estratégica, muitas cidades têm um público consumidor atrativo. Hoje, quase 40% do consumo do país está concentrado no interior. Estudo realizado pelo Sebrae e Instituto Data Popular constatou ainda que a capacidade de consumo anual nos 4,6 mil municípios fora das capitais e regiões metropolitanas chega a R$827 bilhões. A contratação de mão de obra local tem se firmado como uma prática sustentável que potencializa o crescimento dessa economia.

Contratação de mão de obra local movimenta economia nas cidades do interior de Minas
Contratação de mão de obra local movimenta economia nas cidades do interior de Minas

Os benefícios da contratação de mão de obra local são significativos. A diretora de recursos humanos da Rede Tauá de Hotéis e Resorts Viviane Magalhães afirma que esse hábito diminui os gastos da empresa contratante e garante trabalho para os moradores. “Priorizamos a contratação de pessoal local em nossas três unidades da rede. Trata-se de uma maneira de incentivar o desenvolvimento da comunidade e possibilitar que o trabalhador permaneça perto de sua família, evitando a instabilidade emocional e a alta rotatividade”, analisa.

A IBS Business School, conveniada da Fundação Getulio Vargas em alguns dos principais municípios mineiros, percebeu o potencial do interior do estado e está expandindo sua atuação para garantir a qualificação de profissionais. As primeiras unidades foram criadas nas cidades-polos de Montes Claros e Governador Valadares. Recentemente, a IBS/FGV investiu também em Teófilo Otoni, Betim, Contagem e Vetor Norte, contemplando a população residente e trabalhadora na região do Aeroporto de Confins. As unidades absorvem mão de obra local para os setores administrativo, financeiro, comercial.

Segundo a gerente da IBS/FGV de Montes Claros, Vanessa Narciso, a cidade conta com empresas e multinacionais de peso como Alpargatas, Novo Nordisk, Valleé Nordeste e Lafarge. A atividade mineradora e os estudos para exploração de gás natural estão em desenvolvimento, assim como o comércio. A entrada das franquias da Lacoste, Burger King, Bob’s e McDonald’s, nos últimos anos, também é um reflexo desse crescimento estratégico do município, que é referência no Norte de Minas. “A IBS/FGV chegou a Montes Claros em um momento importante para formar mão de obra qualificada, visando atender as unidades locais de grandes empresas. Uma economia aquecida como a nossa exige profissionais extremamente capacitados para sustentarem esse crescimento”.

A instalação da IBS/FGV em Governador Valadares, em 2008, foi uma oportunidade para formar profissionais da região que não têm interesse em migrar para capitais. “Temos várias áreas em expansão na cidade, como comércio, indústria, turismo e serviços. As pessoas que trabalham aqui e querem contribuir para o crescimento também precisam de uma formação sólida. Com a atuação da IBS/FGV, não é necessário abandonarem trabalho e família para fazerem um MBA, ou um curso de línguas na capital, por exemplo. Elas podem dar continuidade aos estudos aqui mesmo e seguiremcrescendo com oportunidades em grandes empresas na própria região”, analisa a gerente da unidade IBS/FGV em Governador Valadares, Raphaela Ferreira.

A expansão da rede de franquias imobiliárias RE/MAX Minas Gerais para o interior também favorece a contratação de mão de obra nas cidades, onde já existem franquias e em outras que terão novas unidades. De acordo com a executiva de marketing da máster regional, Daiana Sampaio, a expectativa é contratar cerca de cem corretores nas cidades de Itaúna, Itabira, Montes Claros, Coronel Fabriciano, Uberlândia, Uberaba e Ipatinga que já possuem unidades.

“O constante suporte oferecido por meio de treinamentos e cursos permite contratar, inclusive, pessoas sem experiência, mas que querem mudar de área, ou voltar ao mercado de trabalho, abrindo mais vagas e contratações no interior”, informa Daiana.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).