Inicio » Internacional » América » América – México faz segunda prisão de um padre por pedofilia

América – México faz segunda prisão de um padre por pedofilia

Autoridades no estado de San Luis Potosí, no México, informaram que foi preso um padre católico acusado de abusar sexualmente de um menor. A prisão, que ocorreu na sexta-feira (27), é a segunda de um padre sob a mesma acusação esta semana na região. 

América - México faz segunda prisão de um padre por pedofilia
América – México faz segunda prisão de um padre por pedofilia

A polícia local informou que o padre Guillermo Gil Torres foi preso depois de um depoimento da avó da vítima, um menino. De acordo com a familiar, o abuso do menor começou em novembro, quando o padre convidou a vítima para ver algumas fotografias e começou a tocá-lo entre as pernas. 

Gil Torres era padre na igreja Santa Rosa de Lima, na capital do estado, também chamada San Luis Potosí. 

Ainda esta semana, um juiz no mesmo estado ordenou a prisão do padre Eduardo Cordova, também acusado de abusar sexualmente de menores. Córdova havia servido recentemente como representante legal da arquidiocese. Ele é considerado fugitivo. 

Fonte: Agência Estado

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).