Inicio » Esporte » Copa 2018 » Copa 2014 – Cachaça mineira cai no gosto dos estrangeiros

Copa 2014 – Cachaça mineira cai no gosto dos estrangeiros

“Catchaça”, “pã di queço”, “lenguiça” ou “tropéro”. Apesar da dificuldade para pronunciar cada prato, as delícias da culinária mineira não saem da boca dos estrangeiros que desembarcaram em Belo Horizonte para acompanhar a Copa. Diante da farra de sabores, difícil eleger um campeão. Certo mesmo é o acompanhamento favorito: a famosa “água que passarinho não bebe”.
 
Danien já havia provado cachaça antes, mas não evitou a careta; Katharine: “queima a orelha"
Danien já havia provado cachaça antes, mas não evitou a careta; Katharine: “queima a orelha”

Um dos orgulhos mineiros, a cachaça, pinga, caninha (ou qualquer outro nome que o brasileiro use para batizar a bebida alcoólica que mais representa Minas Gerais), agradou ao paladar dos gringos.“É uma bebida famosa no mundo inteiro. Eu mesmo já tinha experimentado em outras viagens, mas a de Belo Horizonte é a melhor”, elogiou o australiano Damien Brosnan, que desembarcou no Brasil há duas semanas. Embora o gosto seja velho conhecido, a careta foi inevitável a cada gole.

Companheira de passeio do australiano, a canadense Katharine Cross não demonstrou a mesma empolgação: “Faz a orelha queimar”, disse. A cachaça também caiu no gosto dos amigos indianos Varun Reddy e Jitin Thomas, ambos de 23 anos. “Deliciosa”, disseram, arranhando uma das únicas palavras em português que aprenderam nos seis dias que estão no país.
 
Nessa sexta-feira (27), o Hoje em Dia promoveu uma degustação entre os estrangeiros no Mercado Central. Outros produtos típicos também fizeram sucesso. “Experimentamos a linguiça com mandioca. É gostoso, sim, mas não tanto quanto a cachaça”, brincou Varun, um dos indianos.
 
Combinação tradicional para os mineiros, o queijo canastra com goiabada foi aprovado pelo casal iraniano Sajad Azizi e Masoumeh Mezhadbiglari. O gosto do leite coalhado não é novidade para eles. “Temos muito queijo nos nossos cafés da manhã no Irã”, disse Sajad. No entanto, admitiu: “Saboreado junto com a goiabada, fica ainda melhor”.
 
Para os colombianos Arturo, Marcela, Carlos e Viviana Diaz é difícil eleger apenas um prato mineiro. “Gostamos do pão de queijo, da farofa e de várias carnes”, afirmou Marcela. Nos restaurantes por onde a família passou, a porção de carne de sol com fritas e mandioca foi o item do cardápio pedido mais vezes. “Nota 9. Só dou 10 para a Colômbia”, brincou Marcela.
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).