Inicio » Mais Seções » Novo aplicativo para ampliar a paquera

Novo aplicativo para ampliar a paquera

Tem app novo e promete polêmica. O Hot or Not permite que você paquere e se conecte com as pessoas mais interessantes que estejam ao seu redor. A novidade é o lançamento de um remodelado aplicativo, com um novo recurso, as Hot Lists, podendo calcular o quão popular alguém é, baseado em votos de usuários, e usar essa informação para mostrar listas das pessoas interessantes mais próximas, onde quer que estejam: em um festival de música, na faculdade, ou ao redor da cidade.

Novo aplicativo para ampliar a paquera
Novo aplicativo para ampliar a paquera

Com bilhões de votos enviados pelos usuários, o Hot or Not pode mostrar pessoas interessantes ao seu redor, onde quer que seja e identificam o quão popular uma certa celebridade é em um dado momento, e se isso varia de acordo com diferentes eventos, regiões e países. Dentro do aplicativo os usuários podem votar em perfis ocasionais de celebridades e decidir quais estão populares… ou não. O Hot or Not, então, vai publicar Hot Lists durante todo o ano, mostrando a ascensão e queda de celebridades, como resultado de eventos como o Oscar, a Copa do Mundo, prêmios de música ou até mesmo os Jogos Olímpicos.

O Hot or Not atualmente tem mais de 10 milhões de usuários móveis nos Estados Unidos e pertence ao Badoo, uma das maiores rede sociais brasileiras.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).