Inicio » Política » Eleições 2014 – Aécio Neves escolhe nordestino para coordenar sua campanha eleitoral

Eleições 2014 – Aécio Neves escolhe nordestino para coordenar sua campanha eleitoral

Com o objetivo de fortalecer no Nordeste sua candidatura à Presidência, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) escolheu nesta segunda-feira (30) o presidente do DEM, José Agripino Maia (RN), como coordenador de sua campanha ao Palácio do Planalto. Depois de optar por um tucano de São Paulo para vice em sua chapa, Aécio disse que vai priorizar o Nordeste se for eleito porque o país precisa “tratar de forma desigual regiões desiguais”.

José Agripino Maia (DEM-RN) disse que a coordenação da campanha é algo "natural" pela sua proximidade com o tucano, que também é presidente do PSDB
José Agripino Maia (DEM-RN) disse que a coordenação da campanha é algo “natural” pela sua proximidade com o tucano, que também é presidente do PSDB

“Nosso programa se iniciará pelo Nordeste e digo isso com autoridade de quem como governador de Minas investiu três vezes mais na educação”, disse Aécio.

Agripino chegou a ser cotado para vice na chapa de Aécio, mas o PSDB escolheu o tucano Aloysio Nunes Ferreira (SP) para o posto -com o objetivo de engajar a ala do ex-governador José Serra (SP) em sua campanha presidencial.

Agripino disse que São Paulo tem “32 milhões de eleitores e é por isso de grande importância”. “O nome de Aloysio é um nome acima de qualquer suspeita e e ele por si só é uma garantia de perspectiva de bom resultado no Estado. O importante é ganhar, sobretudo com bons nomes e grandes ideias”, disse o presidente do DEM.

O senador disse que a coordenação da campanha é algo “natural” pela sua proximidade com Aécio, que também é presidente do PSDB.

Ao chegar à convenção do DEM que ocorre nesta segunda-feira em Brasília, Aécio disse que não haverá “qualquer tipo de diferenciação” entre os partidos de sua aliança. “Todos nós temos as mesmas responsabilidades, o mesmo espaço e a mesma determinação para construirmos um projeto novo para o Brasil. Ele terá um papel relevante para todo o país, principalmente no Nordeste.”

O DEM vai formalizar durante a convenção o apoio à candidatura de Aécio. Agripino disse que a chapa liderada pelo tucano é resultado de uma “fraterna convivência” entre os dois partidos nos últimos anos. “Lutamos fazendo oposição a um governo que na nossa opinião tem muitos reparos a serem feitos, os quais Aécio e Aloysio se propõem a fazer”, disse Agripino.

Segundo o presidente do DEM, as duas siglas vão seguir juntas na maioria dos palanques estaduais, com “eventualíssimas divergências” nas unidades federativas. “A força das ideias vai prevalecer. Essa eleição vai ser ganha por quem tiver as melhores ideias. E acho que as melhores ideias estão nesta mesa com Aécio e Aloysio”, disse Agripino.

Líder do DEM, o deputado Mendonça Filho (PE) criticou “alianças de ocasião” da presidente Dilma Rousseff que envolveram “entregar cabeça de ministro” para garantir apoio à petista -em referência à saída de César Borges do ministério dos Transportes após pedido da cúpula do PR. “No mundo em que o PT governa se chegou ao limite de se pedir e se entregar cabeça de ministro para garantir apoio presidencial”, afirmou.

Folhapress
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).