Inicio » Minas Gerais » MG – MPMG denuncia deputado Gustavo Perrela por improbidade administrativa

MG – MPMG denuncia deputado Gustavo Perrela por improbidade administrativa

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou o deputado estadual Gustavo Perrella (SDD) por improbidade administrativa. Segundo o promotor Eduardo Nepomuceno, o parlamentar usou a verba indenizatória da Assembleia Legislativa para abastecer sua aeronave para compromissos particulares. 

Gustavo Perrella é dono de helicóptero apreendido com 445 kg de cocaína no Espírito Santo
Gustavo Perrella é dono de helicóptero apreendido com 445 kg de cocaína no Espírito Santo

No processo, o Ministério Público pede que o deputado devolva os cerca de R$ 14 mil pagos pelo Legislativo e que seja condenado a arcar com uma multa civil – a ser fixada em caso de condenação – que pode chegar a três vezes o montante gasto. Segundo a denúncia apresentada à Justiça na última semana, o abastecimento foi custeado pela Casa de forma irregular dentro da rubrica “combustível e lubrificante”. Por mês, cada deputado tem direito a R$ 5.000 para abastecer veículos. O regimento interno da Assembleia determina que o ressarcimento seja autorizado em casos de compromissos oficiais do mandato, o que, segundo Nepomuceno, não ocorreu.

“O combustível só poderia ter sido pago em ocasiões oficiais, como reuniões de comissões ou audiências públicas no interior. Ele (Perrella) disse que abasteceu para viagens pelas bases eleitorais e contatos políticos. Mas isso não preenche o requisito da oficialidade”, afirma o promotor. Nepomuceno questiona que os deslocamentos poderiam ter sido feitos por carro.

Outro lado. O deputado disse ontem que ainda não sabia da ação do Ministério Público. Perrella negou que tenha utilizado a verba indenizatória para cumprir agenda pessoal. “Não fiz nada de irregular. Usei do abastecimento para trabalhar. Não me foi pedido nenhum comprovante. Mas, se o Ministério Público quiser, posso provar com fotos, depoimentos e planos de voo que eu estava a trabalho”, afirmou.

A sua versão foi confrontada pelo seu ex-piloto, Rogério Antunes, que, em depoimento à promotoria, disse que a máquina era usada para passeios, como viagens à praia e a fazendas da família. Entre janeiro e outubro do ano passado, Perrella gastou R$ 14.071 com abastecimento aéreo. Parte das notas foi apresentada durante o recesso parlamentar.

Flagrante. Em novembro do ano passado, o Robinson R-66, registrado em nome da Limeira Agropecuária e Participações Ltda., da família Perrella, foi flagrado com 445 kg de cocaína, no Espírito Santo. A aeronave ainda está sob custódia da Justiça. 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).