Inicio » Minas Gerais » MG – Bebê de 8 meses morre após ficar com pescoço preso no berço

MG – Bebê de 8 meses morre após ficar com pescoço preso no berço

Um bebê de 8 meses morreu após ficar com o pescoço preso nas grades de um berço. O acidente ocorreu nessa segunda-feira (30), em Poços de Caldas, região Sul de Minas. O caso será investigado pela Polícia Civil.
 
MG - Bebê de 8 meses morre após ficar com pescoço preso no berço
MG – Bebê de 8 meses morre após ficar com pescoço preso no berço

Conforme o Boletim de Ocorrência, a Polícia Militar foi acionada pelos funcionários do Hospital Pedro Sanches depois da criança dar entrada na unidade de saúde. O bebê chegou no colo da mãe e, segundo o médico, estava sem pulso, sem batimento cardíaco e sem reflexo. A equipe médica tentou por 40 minutos reanimar a criança, mas ela não respondeu aos estímulos.

 
Aos policiais, o pai da criança relatou que, por volta das 10h30, acordou e foi até o quarto do filho. Ao entrar no cômodo viu o bebê com o corpo do lado de fora do berço, mas com a cabeça presa nas grades. Ele relatou que quebrou as grades e encaminhou a criança imediatamente para o hospital, mas ele não resistiu aos ferimentos.
 
O pai disse que o filho era muito esperto e tinha o costume de rolar no berço. O corpo e o quarto do bebê foram periciados pela Polícia Civil.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).