Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Festival de Inverno de Grão Mogol turbina o “Circuito Lago de Irapé”

Norte de Minas – Festival de Inverno de Grão Mogol turbina o “Circuito Lago de Irapé”

A presidente da Associação do “Circuito Turístico Lago de Irapé”, Geisy Faria, secretária de Turismo de Botumirim não se contém diante da expectativa da realização do I Festival de Inverno de Grão Mogol – Circuito Lago de Irapé. “É grande, muito grande a expectativa porque o festival dará mais visibilidade aos municípios do circuito”, disse.

Norte de Minas - Festival de Inverno de Grão Mogol turbina o “Circuito Lago de Irapé”
Norte de Minas – Festival de Inverno de Grão Mogol turbina o “Circuito Lago de Irapé”

Contados nove dias a partir de hoje, 1º de julho, o evento, coordenado pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), em parceria com a Prefeitura Municipal de Grão Mogol, por intermédio da Secretaria de Cultura, será aberto no Presépio Natural Mãos de Deus, o maior do mundo, na noite de 10 e vai até o dia 20 deste mês. Na programação está incluído o Festival de Canção, de 10 a 12, com prêmios de R$ 6 mil para dividir entre os três primeiros lugares.

São 12 os municípios integrantes do circuito: Berilo, Botumirim, Chapada do Norte, Cristália, Curral de Dentro, Grão Mogol, José Gonçalves de Minas, Leme do Prado, Novorizonte, Padre Carvalho, Turmalina e Veredinha. Esses municípios terão a oportunidade de mostrar a Minas Gerais e ao Brasil as suas potencialidades turísticas e os seus talentos culturais e artísticos, pela primeira vez depois de mais de cinco anos, quando aconteceu o último festival na cidade.

O circuito surgiu há cerca de 9 anos, por meio de uma ação dos governos federal e estadual para o incremento do turismo regional, a partir da barragem de Irapé. Em Grão Mogol o festival é visto com simpatia e muita gente acha que o evento acontecerá em boa hora para integrar a região.

TURISMO SOLIDÁRIO

Maria Helena Silva Figueiredo, proprietária do Solar Polidório, que faz parte do projeto “Receptivo Familiar”, dentro do programa de “Turismo Solidário”, acha que o festival “vai ser ótimo devido a vários aspectos principalmente turísticos e culturais”.

Para ela, o evento será importante não só para Grão Mogol e o comércio da cidade, mas para a região como um todo. “É uma grande oportunidade de interação entre os municípios do Circuito Lago de Irapé”, acredita.

O “Receptivo Familiar” localiza-se na Rua Cristiano Rello, a mais movimentada e importante da cidade, devido à sua relevância histórica e comercial. A famosa via antigamente chamada Rua Direita, constitui importante atrativo turístico do município. Possui vários imóveis tombados pela lei municipal de patrimônio cultural.

ARTESANATO

Lia Andrade, presidente da Associação Grãomogolense dos Artesãos se diz preparada para participar do festival com exposição de peças de artesanato feito em pedras, como miniaturas de casas e igrejas; flores em palhas de milho e outras peças autênticas da arte de Grão Mogol e região.

A cidade é de meados do século 18. Surgiu do garimpo de diamantes. O que mais há em todas as direções são pedras que lhe conferem aura característica. Segundo estimativa do prefeito Jéferson Augusto Figueiredo, quando muito há no perímetro urbano de Grão Mogol cerca de seis mil habitantes.

Além de ser rodeada de belas paisagens proporcionadas pelo Maciço do Espinhaço, Grão Mogol conserva estilo de vida simples, o que a torna sossegada, dotada de atmosfera limpa. Claro que a cidade tem as suas limitações compensadas pela boa qualidade de vida oferecida aos moradores.

Por Alberto Sena

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).