Inicio » Esporte » Copa 2018 » Copa 2014 – Valcke promete mais segurança no Maracanã na final da Copa

Copa 2014 – Valcke promete mais segurança no Maracanã na final da Copa

A segurança no estádio do Maracanã na final da Copa do Mundo estará no mais alto nível, prometeu nesta terça-feira o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, que descartou a repetição de fatos como a invasão dos torcedores chilenos.

Copa 2014 - Valcke promete mais segurança no Maracanã na final da Copa
Copa 2014 – Valcke promete mais segurança no Maracanã na final da Copa

“Está claro que o que ocorreu não pode se repetir. Para a final teremos o maior nível de segurança em torno do estádio. Quando digo teremos me refiro ao Brasil, porque a segurança é uma responsabilidade do governo brasileiro”, disse Valcke em entrevista à TV.

“É certo que tivemos o incidente com os chilenos e vimos que o Maracanã não era impermeável. Tivemos uma reunião com o ministro da Justiça e as autoridades policiais. Nos reunimos e reforçamos a segurança com um terceiro perímetro, com tropa de choque, e fortalecemos o nível da segurança privada”, explicou o dirigente.

Valcke rebateu as críticas sobre a falta de segurança nesta Copa do Mundo. “Disseram em 2010 que a segurança na África do Sul seria um pesadelo, mas nada aconteceu. Acredito que a segurança no Brasil está bem controlada, especialmente com a experiência adquirida há um ano (durante a Copa das Confederações)”.

O secretário-geral da Fifa não descartou o controle da venda de cerveja nos estádios diante do elevado consumo de álcool e de seu potencial para provocar atos de violência.

“Sempre levaremos em conta a segurança. Se for preciso controlar (a venda de cerveja), será controlada, mas é sempre difícil dizer: vou vender a primeira cerveja mas não lhe vendo a segunda, é algo difícil, porque depois que começou, tem que vender”.

Valcke ficou “impressionado com a quantidade de pessoas bêbadas, a quantidade de álcool que as pessoas consumiram durante os jogos (…) e quando se bebe muito, o nível de violência pode aumentar”.

O Brasil proíbe a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, mas por exigência da Fifa, autorizou a comercialização de cerveja.

“Foi um pedido da Fifa poder vender cerveja nos estádios. Fizemos isto nas Copas do Mundo passadas e não tivemos problemas. Acreditamos na venda de cerveja; não estou falando de bebidas mais fortes”, destacou Valcke.

AFP

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).