Inicio » Montes Claros » Montes Claros – AMAMS reúne prefeitos, MP e Governo de Minas para criação de consórcio

Montes Claros – AMAMS reúne prefeitos, MP e Governo de Minas para criação de consórcio

A criação do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Área de Abrangência da AMAMS (CIMAABA), com o objetivo de Gerenciar os Ativos da Iluminação Pública  e da Central de Compras dos Municípios. Esta é a pauta da Reunião Técnica que a Associação dos Municípios da Área Mineira Sudene (AMAMS) e o Ministério Público realizam nesta quarta-feira 02/06, no auditório Deputado Aécio Cunha – prédio anexo à entidade.

Montes Claros - AMAMS reúne prefeitos, MP e Governo de Minas para criação de consórcio
Montes Claros – AMAMS reúne prefeitos, MP e Governo de Minas para criação de consórcio

Mais de 60 prefeitos, secretários municipais, assessores jurídicos e contábeis já confirmaram presença ao evento que contará ainda com representantes da Cemig, do Ministério Público – promotor Paulo Márcio; do governo do Estado através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana(SEDRU), com a subsecretária Beatriz Morais de Sá e da Associação Mineira de Municípios (AMM), a superintendente Geral, Cristina Mendonça.

O primeiro vice-presidente da AMAMS e prefeito de Bocaiúva, Ricardo Veloso, disse que a criação do consórcio vai dar uma maior tranquilidade aos prefeitos, já que será uma ferramenta mais útil. “A responsabilidade dos gestores é muito grande individualmente, mas através do consórcio consolidado os municípios estarão mais unidos e conseguirão baratear os serviços”.  

Sobre a criação de uma Central de Compras, o secretário executivo da AMAMS, professor Luiz Lôbo explicou que ela vai dar suporte aos municípios na elaboração e montagem dos processos licitatórios para aquisição de bens e serviços, tais como: merenda escolar, material de construção, pneus, material escolar, medicamentos, só para citar alguns.

Lôbo destaca ainda que todo processo contará com a fiscalização do Ministério Público, trazendo assim uma maior transparência nas administrações municipal.

“A Central de Compras ao iniciar os trabalhos com o seu corpo técnico irá realizar uma mobilização e esclarecimento com treinamentos dos pequenos e médios fornecedores localizados nos municípios, buscando assim possibilitar a participação do comércio local”, explicou Lôbo.

Sobre a participação do Ministério Público, o promotor público Paulo Márcio da Silva explicou que o objetivo é de ajudar o gestor público, prevenindo o bem comum auxiliando-os nas suas demandas e atendendo as exigências da Constituição Federal (CF). “O MP de Montes Claros está com suas portas abertas para prestar todos os esclarecimentos necessários aos prefeitos e assessores do Norte de Minas.

MOTIVO: Reunião Técnica

DIA: 2 de julho de 2014 – Quarta-feira

LOCAL: Auditório Deputado Aécio Cunha – AMAMS

HORÁRIO: 14H30

PROGRAMAÇÃO

14h00 – Criação da Central de Compras dos Municípios será intermediada pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais – Paulo Márcio da Silva, Promotor de Justiça – Coordenador  Regional das Promotorias de Justiça.

15h30 – Assembleia Geral dos Municípios para criação do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Área de Abrangência da AMAMS (CIMAABA) – Com objetivo de Gerenciar os Ativos da Iluminação Pública  e da Central de Compras dos Municípios

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).