Inicio » Nacional » Brasil – Vaca é encontrada em cima de poste após água de enchente baixar no Rio Grande do Sul

Brasil – Vaca é encontrada em cima de poste após água de enchente baixar no Rio Grande do Sul

Uma vaca morta foi encontrada em cima de um poste de energia elétrica em São Borja, na fronteira do Rio Grande do Sul, após água da enchente que atingiu o município baixar alguns metros. O município é um dos 146 afetados pela chuva forte que atingiu o Estado nas duas últimas semanas e está em situação de emergência devido à cheia do rio Uruguai.

Vaca é encontrada em cima de poste após água de enchente baixar em São Borja – Foto: Michel Mariano da Rocha
Vaca é encontrada em cima de poste após água de enchente baixar em São Borja – Foto: Michel Mariano da Rocha

De acordo com a Defesa Civil estadual, 400 pessoas estão desabrigadas (em abrigos) e 2,5 mil desalojadas (na casa de parentes ou amigos) na cidade. “Jamais imaginei uma cena destas”, escreveu o administrador Luiz Roberto Jacques, que postou nesta terça-feira (8) as imagens tiradas ontem pelo amigo Michel Mariano da Rocha no Facebook na página São Borja, criada por ele em 2006 para divulgar informações do município e tem quase 10 mil curtidas.

“A água na região que essas fotos foram tiradas ontem chegou a ficar uns três metros acima dos postes”, contou Jacques, explicando que o lugar fica no interior de São Borja, a cerca de três quilômetros do cais, junto a uma propriedade rural. “O rio chegou a atingir 17,34 metros segundo as medições da prefeitura naval de São Tomé”, informou. O dono do animal não foi encontrado. “Não se tem ideia de que altura do rio esse animal veio. Não tem como saber”, ressaltou.

A vaca ainda não foi retirada de cima do poste. “O rio lá ainda está cinco a seis metros acima do nível”, completou.

Local onde vaca foi encontrado em cima de poste em São Borja ainda está alagado – Foto: Michel Mariano da Rocha
Local onde vaca foi encontrado em cima de poste em São Borja ainda está alagado – Foto: Michel Mariano da Rocha

Número de pessoas fora de casa cai para 19,3 mil

O número de pessoas fora de casa no RS por causa da chuva caiu para 19.325 pessoas, segundo boletim divulgado às 11h desta terça-feira pela Defesa Civil estadual. Ao todo, 122 municípios decretaram situação de emergência e dois estão em estado de calamidade pública. Duas pessoas morreram e uma está desaparecida.

Ontem, o governo estadual publicou decreto de situação de emergência em 13 rodovias estaduais que foram interrompidas por deslizamentos e inundações nos meses de junho e julho. O decreto irá viabilizar a recuperação de trechos rodoviários com maior rapidez. Os recursos necessários somam R$ 38 milhões e já foram informados ao governo federal.

Confira as estradas que estão com trechos afetados:

– ERS-344: Porto Mauá e Entre-Ijuís
– ERS-020: Cachoeirinha e a ponte sobre o Rio Pelotas (divisa com Santa Catarina)
– ERS-110: São Francisco de Paula e a ponte sobre o Rio Pelotas (divisa com Santa Catarina)
– ERS-126: Nova Araçá e Marcelino Ramos
– ERS-355: Acesso da BR-470 e à ERS-441
– ERS-431: Bento Gonçalves e Dois Lageados
– RSC-472: Acesso da BR-386 e Porto Xavier
– ERS-491: Marcelino Ramos e acesso à RSC-153
– RSC-153: Ponte sobre o Rio Uruguai (divisa com Santa Catarina) e Aceguá
– RSC-470: Ponte sobre o Rio Canoas (divisa com Santa Catarina) e o acesso à BR-290
– VRS-804: Santa Maria e Silveira Martins
– RSC-480: Ponte do Goio-Ên (divisa com Santa Catarina) e Erechim
– RSC-481: Cruz Alta e o acesso à BR-287

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).