Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Funcionaria da Prefeitura de Itacarambi fica sem exame por se recursar a receber R$ 300,00 e a assinar recibo de R$ 520,00

Norte de Minas – Funcionaria da Prefeitura de Itacarambi fica sem exame por se recursar a receber R$ 300,00 e a assinar recibo de R$ 520,00

No município de Itacarambi, região Norte de Minas, onde a sogra do prefeito Ramon Campos Cardoso recebe Bolsa Família, funcionários e bens públicos foram empregados em horário de expediente para organizar festa surpresa para comemorar o aniversário da primeira-dama e pá-carregadeira da prefeitura foi flagrada trabalhando em cerâmica das filhas do prefeito, uma moradora aguarda desde 2012 auxílio financeiro para a realização de um exame.

Norte de Minas - Funcionaria da Prefeitura de Itacarambi fica sem exame por se recursar a receber R$ 300,00 e a assinar recibo de R$ 520,00
Norte de Minas – Funcionaria da Prefeitura de Itacarambi fica sem exame por se recursar a receber R$ 300,00 e a assinar recibo de R$ 520,00

Leda Marisa Gonçalves Madureira é funcionária pública municipal efetiva no cargo de auxiliar de serviços gerais há oito anos. Trabalhava no único hospital da cidade e agora atua na Vigilância Sanitária. Em 2012 ela teve um princípio de AVC (Acidente Vascular Cerebral) que deixou sequelas na perna e braço esquerdos. Os médicos então solicitaram que realizasse um eletroneuromiografia dos quatro membros. O exame custa R$ 570,00.

Nem mesmo tendo apresentado atestado de pobreza e se submetido a uma visita e avaliação de assistente social da prefeitura, que atestou sua condição de hipossuficiência financeira, a servidora conseguiu o auxílio para realizar o exame com a brevidade necessária.

Leda informou que há alguns dias ficou surpresa ao ser chamada à Secretaria Municipal de Saúde. Acreditou que finalmente receberia o dinheiro necessário à realização do exame. Entretanto, foi informada de que o município disponibilizaria apenas R$ 300,00. O restante teria que obter por conta própria. Mas, segundo Leda, embora a prefeitura fosse lhe dar apenas R$ 300,00, o recibo apresentado para que assinasse era de R$ 520,00.

Segundo a auxiliar de serviços gerais, por ter se recusado a assinar o recibo de R$ 520,00, foi informada de que agora a prefeitura não contribuirá com nenhum valor para a realização de seu exame. Além disso, segundo ela, a Secretaria de Assistência Social se recusa a devolver os seus documentos, inclusive o pedido de exame, impossibilitando-a de procurar outros meios para realiza-lo.

Por Fábio Oliva

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).