Inicio » Mais Seções » Saúde – Dia do Homem: 60% que fazem exame de toque têm caso grave

Saúde – Dia do Homem: 60% que fazem exame de toque têm caso grave

Nesta terça-feira (15), é comemorado o Dia do Homem e o Centro de Referência em Saúde do Homem chamou a atenção para uma das doenças que afeta o público masculino: o câncer de próstata. De acordo com o coordenador da unidade, Claudio Murta, enquanto 90% dos homens aceitam fazer exame de toque retal indicado pelo médico, 60% desses pacientes procuram ajuda de um especialista quando a doença já está em estágio avançado.

Exame de toque retal pode ser realizado no próprio consultório
Exame de toque retal pode ser realizado no próprio consultório

Segundo o médico, o homem não vai ao médico por uma questão cultural. No caso de complicações na próstata, geralmente, o paciente é levado pela parceira ou familiares, quando já sente dor e dificuldade para urinar. O exame de toque retal, que deve ser feito periodicamente a partir dos 50 anos, é realizado no consultório de forma rápida e indolor. A avaliação é realizada por um médico urologista e consiste em um dos principais métodos para detecção precoce do câncer de próstata, em conjunto com o exame Prova do Antígeno Prostático.

O preconceito é o que atrapalha a prevenção, na opinião de Murta. “Mais do que desmistificar o preconceito do exame do toque retal, é importante que o homem mantenha hábitos saudáveis para tratar a doença de forma menos agressiva, com mais chances de cura”, alertou o médico. Entre eles, estão não fumar, controlar o peso, praticar atividades físicas, ingerir tomate e peixes, e reduzir o consumo de carne vermelha.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).