Inicio » Mais Seções » Famosos » “Acontece até hoje”, desabafa Taís Araujo sobre racismo

“Acontece até hoje”, desabafa Taís Araujo sobre racismo

Taís Araujo falou sobre o preconceito que ainda sente por ser negra. Aos 35 anos, a atriz, no ar como a jornalista Verônica em Geração Brasil, lamentou, em entrevista à Contigo!, o racismo que segue resistindo no País.

"Acontece até hoje", desabafa Taís Araujo sobre racismo
“Acontece até hoje”, desabafa Taís Araujo sobre racismo

“Acontece até hoje. Quando eu chego a um restaurante no Brasil, as pessoas que são iguais a mim só estão limpando e servindo. É o Brasil me dizendo que meu lugar é servir e limpar, quase falando que não tenho o direito de estar ali comendo. Ser Taís Araújo ameniza, mas não isenta. No nosso país, o preconceito está presente no momento em que saímos de casa”, desabafou. 

Sobre a vida pessoal, Taís falou sobre seu casamento com Lázaro Ramos, 35, e os planos do casal de dar um irmão ao filho, João Vicente, de apenas 3 anos. “Eu quero engravidar de novo. Logo que tive o primeiro filho, eu já dizia que queria outro, mas era uma loucura minha. João era pequeno e a gente ainda estava aprendendo a ser pais. Acho  importante dar um irmão para João, assim como eu tive”, disse, animada. 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).