Inicio » Esporte » F1 – Ricciardo vence pela 2ª vez no ano

F1 – Ricciardo vence pela 2ª vez no ano

Em apresentação de gala, o australiano Daniel Ricciardo conquistou neste domingo a vitória no Grande Prêmio da Hungria de Fórmula 1. O piloto da Red Bull, que largou na quarta colocação, aproveitou a estratégia adotada pela Red Bull e venceu sua segunda corrida no ano, com direito a duas ultrapassagens nas quatro últimas voltas.

Australiano ganhou duas posições nas quatro últimas voltas e conquistou sua segunda vitória em 2014
Australiano ganhou duas posições nas quatro últimas voltas e conquistou sua segunda vitória em 2014

Ricciardo – que já havia vencido o GP do Canadá – superou Lewis Hamilton e Fernando Alonso entre as voltas 67 e 68 (de 70 da prova). Assim, deixou o espanhol da Ferrari em segundo, em sua melhor prova no ano. Hamilton, que largou da 21ª posição, completou o pódio. Nico Rosberg veio em quarto, com Felipe Massa em quinto.

O brasileiro da Williams fez uma prova competitiva, chegando a andar em segundo durante boa parte da corrida e contando com a estratégia – desta vez acertada – da equipe. Kimi Raikkonen, Sebastian Vettel e Valtteri Bottas vieram logo atrás, respectivamente na sexta, sétima e oitava colocação.

Apesar do resultado discreto, Rosberg se manteve na liderança do Mundial de pilotos, com 202 pontos. Hamilton vem em segundo, com 191, à frente de Ricciardo (131) e Alonso (115). Felipe Massa chegou a 40 pontos com o resultado em Hungaroring e superou Kevin Magnussen na classificação, assumindo o nono lugar.

A primeira complicação da corrida veio para Daniil Kvyat, que viu sua Toro Rosso parar no grid para a volta de apresentação. Na largada, Rosberg manteve a primeira posição, com Valtteri Bottas tomando de Sebastian Vettel o segundo lugar. Fernando Alonso pulou para quarto, à frente de Jenson Button (McLaren), Daniel Ricciardo (Red Bull) e Nico Hulkenberg (Force India). Cauteloso, Felipe Massa caiu de sexto para oitavo na primeira curva.

Quem se deu mal no começo da prova foi Lewis Hamilton. Além de largar da 21ª posição, escapou sozinho na primeira volta e quase bateu. No entanto, em quatro voltas, já era o 17º. Três voltas depois, em plena ascensão, já era o 13º colocado.

Na 10ª volta, quando os pilotos começavam a entrar nos boxes, Marcus Ericsson (Caterham) bateu forte e obrigou a organização da prova a mandar o safety car para a pista. Favorecido pelas trocas, Massa pulou para o terceiro lugar, atrás de Daniel Ricciardo e Jenson Button – Nico Rosberg e Kevin Magnussen vinham logo atrás. Com o carro-madrinha na pista, Romain Grosjean (Lotus) também escapou e bateu.

Com a liberação da pista na volta 14, Rosberg perdeu posições e caiu para sétimo, embolando-se em uma briga com Vettel e Hamilton. Massa, enquanto isso, beneficiou-se da parada de Button e pulou para segundo, atrás de Ricciardo. Mais tarde, na volta 23, mais uma entrada de safety car – desta vez, pela batida de Sergio Perez na reta dos boxes.

Com isso, Ricciardo e Massa foram para os boxes, voltando respectivamente em sexto e sétimo lugares. Fernando Alonso assumiu a ponta, à frente de Jean-Eric Vergne, Nico Rosberg, Jenson Button e Lewis Hamilton. Na saída, quatro voltas depois, as posições se mantiveram.

Na volta 33, Vettel escapou no mesmo ponto da batida de Perez, e precisou mostrar perícia para fugir de uma batida. A partir daí, com as paradas de Rosberg (volta 33) e Vergne (35), a dupla Ricciardo e Massa ganhou posições. Na volta 39, Alonso parou, deixando Lewis Hamilton na liderança. O britânico parou na volta 40, colocando Ricciardo, Massa, Raikkonen e Alonso nas quatro primeiras colocações.

Massa, pressionado por Alonso, parou na volta 46 e voltou em sexto, à frente de Kimi Raikkonen. A partir daí, as atenções da prova se voltaram para Hamilton (terceiro) e Rosberg (quarto), disputando a posição entre si. Ricciardo parou na volta 54, voltando em quarto, com Bottas em quinto e Massa em sexto. Rosberg depois parou, com Alonso, Hamilton, Ricciardo, Bottas e Massa nas cinco primeiras posições. O finlandês parou na volta 60.

No fim, Alonso, Hamilton e Ricciardo passaram a andar juntos na briga pelo primeiro lugar. Na volta 63, com o desgaste do pneu, o espanhol da Ferrari chegou a escapar da pista, mas se manteve em primeiro. Hamilton, que vinha em segundo, não aproveitou – e, de quebra, ainda perdeu o segundo lugar para Ricciardo na volta 67, em manobra ousada do australiano. De quebra, passou Alonso uma volta depois e assumiu a liderança para não perder mais.

Confira o resultado final do GP da Hungria de 2014:

POSIÇÃOPILOTOPAÍSEQUIPETEMPO
1Daniel RicciardoAUSRed Bull Renault70 voltas
2Fernando AlonsoESPFerrari+ 5s2
3Lewis HamiltonGBRMercedes+ 5s8
4Nico RosbergALEMercedes+ 6s3
5Felipe MassaBRAWilliams Mercedes+ 29s8
6Kimi RaikkonenFINFerrari+ 31s4
7Sebastian VettelALERed Bull Renault+40s9
8Valtteri BottasFINWilliams Mercedes+41s3
9Jean-Eric VergneFRAToro Rosso Renault+58s5
10Jenson ButtonGBRMcLaren Mercedes+1min07s2
11Adrian SutilALESauber Ferrari+1min08s1
12Kevin MagnussenDINMcLaren Mercedes+1min18s4
13Pastor MaldonadoVENLotus Renault+1min24s0
14Daniil KvyatRUSToro Rosso Renault+ 1 volta
15Jules BianchiFRAMarussia Ferrari+ 1 volta
16Max ChiltonGBRMarussia Ferrari+ 1 volta
Não completouEsteban GutierrezMEXSauber Ferrari
Não completouKamui KobayashiJAPCaterham Renault
Não completouSergio PerezMEXForce India Mercedes
Não completouNico HulkenbergALEForce India Mercedes
Não completouRomain GrosjeanFRALotus Renault
Não completouMarcus EricssonSUECaterham Renault

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).