Inicio » Política » Eleições 2014 – Ibope dá empate técnico em Minas Gerais

Eleições 2014 – Ibope dá empate técnico em Minas Gerais

O petista Fernando Pimentel e o tucano Pimenta da Veiga estão empatados na disputa pelo governo de Minas, se levada em consideração a margem de erro da pesquisa Ibope divulgada nesta quarta pelo “MGTV”, da TV Globo.

Eleições 2014 - Ibope dá empate técnico em Minas Gerais
Eleições 2014 – Ibope dá empate técnico em Minas Gerais

Na pesquisa contratada pela emissora, o ex-ministro do governo Dilma e ex-prefeito da capital soma 25%, enquanto Pimenta da Veiga, que também já foi prefeito e ministro do PSDB registra 21%. Como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, o petista pode ter entre 22% e 28%, enquanto o tucano ficaria entre 18% e 25%.

Na terceira colocação do levantamento aparece Tarcísio Delgado (PSB). Ele tem 3% dos votos. Eduardo Ferreira (PSDC) e André Alves (PHS) somam 2% cada um. Fidélis Alcântara (PSOL), Cleide Donária (PCO) e Túlio Lopes (PCB) registraram 1% cada. Brancos e nulos somam 13%, enquanto os indecisos somaram 31%.

Rejeição. O instituto perguntou ao eleitor sobre a rejeição aos candidatos. Os líderes da pesquisa também aparecem com os maiores índices de rejeição. Enquanto 12% dizem não votar em Fernando Pimentel em nenhuma hipótese, 10% não votariam em Pimenta da Veiga de jeito nenhum, segundo o levantamento.

Cleide Donária e Fidélis Alcântara foram citados por 9% dos entrevistados. André Alves tem 8% de rejeição, Tarcísio Delgado tem 7% e os candidatos Eduardo Ferreira e Túlio Lopes são rejeitados por 6% dos entrevistados.

Enquanto isso, 30% dos entrevistados dizem votar em qualquer um, e outros 34% não souberam ou não responderam.

Governo. O Ibope também mediu a avaliação do governo estadual hoje comandado por Alberto Pinto Coelho (PP). Para 32% dos entrevistados, o governo é ótimo ou bom; 35% avaliam que a gestão é regular, enquanto 18% consideram que é ruim ou péssimo. Outros 14% não souberam ou não responderam.

Registro

TRE. A pesquisa da TV Globo está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o número: MG-00058/2014. Foram entrevistadas 1.512 pessoas, entre os dias 26 e 28 de julho.

Ex-governador Anastasia lidera na disputa pelo Senado

O ex-governador Antonio Anastasia lidera a disputa pela vaga mineira ao Senado em 2014. O candidato do PSDB soma 38% dos votos, de acordo com a pesquisa Ibope divulgada nesta quarta pela TV Globo. Josué Gomes (PMDB) tem 7% da preferência do eleitor. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Os outros cinco candidatos também pontuaram: Edilson Nascimento (PTdoB), Margarida (PSB) e Tarcísio (PSDC) registraram 2% cada um; Geraldo Batata (PSTU), Graça (PCO) e Pablo Lima (PCB) registraram 1% cada. Brancos e nulos somaram 15% e os indecisos são 31%.

A pesquisa está registrada no TRE-MG no número MG-00058/2014. Foram entrevistadas 1.512 pessoas, entre os dias 26 e 28 de julho.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).