Inicio » Economia » Lucro do Carrefour no 1º semestre sobe com Brasil e Europa

Lucro do Carrefour no 1º semestre sobe com Brasil e Europa


Reviewed by:
Rating:
5
On 31 de julho de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

Lucro do Carrefour no 1º semestre sobe com Brasil e Europa

O Carrefour, segunda maior varejista do mundo, divulgou rentabilidade maior no primeiro semestre em seus negócios na França, no Brasil e na Argentina, enquanto a unidade chinesa permaneceu sob pressão.

Lucro do Carrefour no 1º semestre sobe com Brasil e Europa
Lucro do Carrefour no 1º semestre sobe com Brasil e Europa

O grupo francês disse que seu lucro operacional recorrente no primeiro semestre avançou 13,8%, para 833 milhões de euros (US$ 1,12 bilhão), enquanto o lucro líquido ajustado para o mesmo período subiu 16,7% nas taxas de câmbio atuais para 274 milhões de euros.

O Carrefour está batalhando para reverter anos de fraco desempenho na Europa, cujas vendas correspondem a 73% do total da companhia. Seus problemas ocorrem parcialmente devido à dependência do formato de hipermercados que o Carrefour capitaneou, conforme clientes favorecem compras mais locais e pela Internet.

Em resposta, o presidente-executivo da varejista, Georges Plassat, reduziu custos, renovou lojas, cortou preços, simplificou ofertas de produtos e deu maior autonomia aos gerentes de lojas, começando na França.

O aumento no lucro operacional recorrente do primeiro semestre foi guiado pelo crescimento de 7,8% no mercado francês e de 19,2% em mercados emergentes, com performances particularmente fortes em Brasil e Argentina.

O Carrefour é a segunda maior empresa no mercado de varejo alimentar no Brasil, atrás do Grupo Pão de Açúcar, controlado pelo arquirrival Casino, e pouco acima do norte-americano Wal-Mart, líder mundial.

O Carrefour, que afirmou que gastaria mais neste ano para renovar seus hipermercados na Europa e expandir mais as operações na China e no Brasil, disse que seu fluxo de caixa bruto subiu 1,9%, excluindo itens extraordinários, para 1,3 bilhão de euros.

O vice-presidente financeiro, Pierre-Jean Sivignon, disse mais cedo em julho que a previsão consensual de analistas para um lucro operacional de cerca de 2,38 bilhões de euros neste ano era “razoável”. Isso seria um avanço de 6,3% sobre 2013.

Reuters

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).