Inicio » Minas Gerais » MG – Justiça de Minas Gerais rejeita pedido de gratuidade para emissão de CPF

MG – Justiça de Minas Gerais rejeita pedido de gratuidade para emissão de CPF


Reviewed by:
Rating:
5
On 1 de agosto de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

MG - Justiça de Minas Gerais rejeita pedido de gratuidade para emissão de CPF

A Justiça Federal de Minas Gerais rejeitou o pedido de gratuidade para emissão de CPF em bancos e correios, feito pela Procuradoria da República. A cobrança de R$ 5,70 para este serviço é totalmente legal, na análise do juiz federal Marcelo Dolzany da Costa, da 16ª Vara Federal.

MG - Justiça de Minas Gerais rejeita pedido de gratuidade para emissão de CPF
MG – Justiça de Minas Gerais rejeita pedido de gratuidade para emissão de CPF

Para o Ministério Público Federal, o CPF é o único documento necessário ao reconhecimento da cidadania cuja expedição vem sendo tarifada nos bancos e agências dos Correios e que a cobrança para obtenção do documento ofende o art. 6º da Declaração Universal dos Direitos do Homem e o art. 5º, LXXVI, da Constituição de 1988.

A União se defendeu afirmando que oferece ao contribuinte mais de uma alternativa gratuita para o serviço relacionado ao CPF e que São gastos anualmente em torno de R$54,7 milhões para este recurso.

Com isso, o juiz entendeu que “se o cidadão opta pelo serviço privado, deve arcar com as conseqüências de sua escolha, no caso, o recolhimento do custo operacional do serviço”.

De acordo com a sentença, O CPF pode ser obtido sem qualquer custo, presencialmente, nas unidades de atendimento da Receita Federal do Brasil e nos postos de atendimento da Unidade de Atendimento Integrado (UAI) em todo o Estado de Minas Gerais.  

O serviço também pode ser encontrado disponível no portal eletrônico do Fisco na internet, desde agosto de 2012.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).