Inicio » Política » Eleições 2014 – Tesoureiro do PSDB pagou para promover Alckmin no Facebook

Eleições 2014 – Tesoureiro do PSDB pagou para promover Alckmin no Facebook

Facebook informou ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) que recebeu US$ 7.604,88 para promover a página do candidato à reeleição pelo governo do Estado Geraldo Alckmin (PSDB). O pagamento, afirma o Facebook à Justiça, foi feito com o cartão de crédito do tesoureiro estadual da sigla, Felipe Sigollo.

Eleições 2014 - Tesoureiro do PSDB pagou para promover Alckmin no Facebook
Eleições 2014 – Tesoureiro do PSDB pagou para promover Alckmin no Facebook

Uma ação movida pela coordenação jurídica da campanha de Paulo Skaf (PMDB) pediu as informações e tem como base o uso ilícito da mídia social. Segundo a sustentação da representação, Alckmin teria “turbinado” o número de curtidores de sua página no Facebook por meio de patrocínio. Com este comportamento, ele teria burlado a legislação eleitoral.

Segundo os advogados da coligação de Skaf, o aumento de curtidores foi “brutal” e “muito acima do que é esperado para quem não usa links patrocinados”.

Em dezembro do ano passado, Alckmin tinha 100 mil seguidores e, em seis meses, atingiu 320 mil. Para chegar aos 100 mil, a página demorou quatro anos.  

O TRE havia pedido as informações no dia 23 de julho, mas, como o Facebook não respondeu, na sexta-feira o tribunal determinou um prazo de 24 horas, sob multa de R$ 100 mil, para que a empresa se pronunciasse.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).