Inicio » Internacional » Uso de medicamento experimental para Ebola preocupa OMS

Uso de medicamento experimental para Ebola preocupa OMS

Diante da proliferação de casos de Ebola na África, a OMS demonstra preocupação em relação ao uso de remédios que nem sequer estão aprovados pelas agências reguladoras. Nos Estados Unidos, os dois pacientes que foram transferidos da África estão recebendo tratamento experimental. A OMS convocou uma reunião para a próxima semana para determinar não apenas se o uso de remédios experimentais para um caso de emergência é justificado, mas também determinar quem seriam os primeiros a se beneficiar do medicamento. 

“Estamos diante de uma situação pouco comum”, declarou Marie-Paule Kieny, diretora-geral adjunta da OMS. “Temos uma doença com uma alta taxa de mortalidade sem nenhum tratamento ou vacina. Precisamos de orientação dos especialistas em ética médica.”

mapa-ebola-casosatualizado-0608arte-terra

Agência Estado
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).