Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Defensor Público falará sobre equiparação dos direitos dos autistas

Montes Claros – Defensor Público falará sobre equiparação dos direitos dos autistas

Entre os dias 29 e 31 de agosto, Montes Claros recebe o 1º Congresso Norte Mineiro da Associação Norte Mineira de Apoio ao Autista: “Do diagnóstico ao Tratamento, como as peças se encaixam”.

O evento que acontecerá nas dependências do Colégio Marista São José e terá palestras sobre “Apresentação do TEA-DSM 5V; Defensoria Pública e os Direitos do Autismo; Aspectos Gerais do TEA: Quadros clínicos e Possíveis Evoluções; Medicação e Autismo; Terapia Comportamental com Crianças e Adolescentes e o Papel da Escola com o Autista.

Uma dos temas mais esperados é do Dr. Estêvão Machado de Assis Carvalho, Defensor Público e Coordenador da Defensoria Especializada do Idoso e da Pessoa com Deficiência.

O Defensor Público Estêvão Machado de Assis Carvalho, ministrará palestra sobre os direitos do Autista
O Defensor Público Estêvão Machado de Assis Carvalho, ministrará palestra sobre os direitos do Autista

O Defensor agradeceu o convite da ANDA e informou que a sua palestra tratará da equiparação das pessoas com autismo às pessoas com deficiência. “Vou falar dos direitos decorrentes de tal equiparação e os meios e órgãos públicos que devem ser procurados pelas pessoas para o exercício de tais direitos”, explicou Estêvão Machado de Assis Carvalho.

Valores

Os valores até o dia 15 de agosto para pais ou responsáveis cadastrados na associação é R$ 50,00. Profissionais das áreas de saúde, educação e afins: R$ 100,00; estudantes: R$ 80,00 e o valor para cada minicurso, R$ 40,00. A carga horária do congresso é 40 h/a e dos minicursos de 3h30min h/a.

Os casos de autismo diagnosticados no Brasil têm sido relatados por instituições ligadas ao atendimento de famílias de crianças com esse transtorno, e esse levantamento vem de todas as regiões do país.

No Brasil, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se um número de até 2 milhões de casos de autismo, sendo que cerca da metade desses casos ainda não foram diagnosticados.

Atualmente, a Associação Norte Mineira de Apoio ao Autista atende 65 crianças, adolescentes e jovens autistas de 89 cidades Norte de Minas e vem ampliando seu trabalho no intuito de oferecer cursos de capacitação aos profissionais de todas as áreas que lidam com crianças e adolescentes autistas de forma direta ou indiretamente.

O congresso tem por finalidade um estudo teórico e prático sobre o Autismo nas diversas formas de abordagens, tais como comportamental, educacional, motivacional, lúdica, para habilitar os pais e profissionais que trabalham com autistas e também falar sobre os seus direitos, segundo a legislação da Lei Berenice Piana (12.764/12).

Estão sendo esperadas 300 pessoas entre familiares, mediadores (estagiários, monitores, professores de apoio, auxiliares de docência e/ou facilitadores), psicólogos, psicopedagogos, médicos, fonoaudiólogos, pedagogos, terapeutas ocupacionais, advogados, assistentes sociais, fisioterapeutas, educador físico, estudantes de graduação e/ou pós, e demais interessados no assunto.

Outras informações e inscrições podem ser obtidas pelo e-mail: [email protected]. Ainda pelos telefones: (38) 3224-5747 / 9998-8491 / 9187-7937 – Falar com Felipe Soares Amaral.  

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).