Inicio » Mais Seções » Saúde – Sabonete antibacteriano pode prejudicar gestante e feto

Saúde – Sabonete antibacteriano pode prejudicar gestante e feto

Mulheres grávidas devem evitar usar sabonete antibacteriano devido a um crescente temor sobre riscos à saúde, tanto da mãe, quanto do bebê. As informações são do site do jornal britânico Daily Mail

Componentes comuns a este tipo de produto estão causando uma preocupação crescente entre especialistas em saúde ambiental, conforme foi divulgado nesta segunda-feira (11), na American Chemical Society. Em uma das pesquisas que foram apresentadas, cientistas falaram sobre a relação entre a exposição a certos produtos químicos e o baixo peso ao nascer.

Componentes comuns a este tipo de produto estão causando uma preocupação crescente entre especialistas
Componentes comuns a este tipo de produto estão causando uma preocupação crescente entre especialistas

O especialista Benny Pycke, da Arizona State University, afirma que as evidências mostram que estes compostos já mostraram problemas de desenvolvimento e reprodução em animais e, potencialmente, podem afetar também os humanos. Em 2010, por exemplo, pesquisadores da University of Florida descobriram que o componente triclosan impede uma enzima relacionada ao metabolismo do estrogênio. Durante a gravidez, essa enzima ajuda a metabolizar o estrogênio e movê-lo na placenta para o desenvolvimento do feto. Lá, o estrogênio também tem um papel crucial no desenvolvimento do cérebro e na regulação dos genes do bebê. 

Algumas pesquisas sugerem ainda que aditivos usados nos sabonetes antibacterianos podem contribuir para a resistência aos antibióticos. O triclosan é usado em mais de 2 mil produtos vendidos sob o rótulo de “antibacteriano”, incluindo pasta de dente, detergentes, brinquedos e materiais escolares. Os cientistas dizem que os produtos químicos “onipresentes” em produtos de uso diário podem estar contribuindo para problemas de fertilidade difundidos no mundo ocidental.

Pesquisadores alemães e dinamarqueses testaram quase 100 produtos químicos e descobriram que um terço deles afetam também os espermatozoides. No novo estudo da universidade do Arizona, especialistas observaram a exposição de mulheres grávidas e seus fetos ao triclosan e ao triclocarban, dois dos mais comuns “matadores de germes” utilizados nestes produtos. Foram encontradas ambas as substâncias nas amostras de urina e também em metade das amostras de sangue do cordão umbilical, o que significa que podem ser transferidas da mãe para o feto.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).