Inicio » Mais Seções » Ataques de tubarões fazem Google reforçar cabos submarinos

Ataques de tubarões fazem Google reforçar cabos submarinos

O Google está trabalhando com empresas parceiras para reforçar seus cabos submarinos depois de uma série de ataques de tubarões, segundo reportou o jornal britânico The Guardian.

Animais confundem cabos com presas e geram prejuízos de manutenção
Animais confundem cabos com presas e geram prejuízos de manutenção

Os cabos de fibra ótica embaixo d’água são responsáveis por levar o tráfego da internet pelo mundo e são envoltos em uma série de camadas para protegê-los de impactos e movimentos que pode quebrar as fibras. Em um vídeo divulgado por um gerente de produtos do Google, um tubarão morde o cabo, confundindo-o com comida.Clique no link para iniciar o vídeo.

O mesmo problema não foi visto em cabos antigos de cobre, e especula-se que os tubarões são atraídos ao campo magnético criado pela alta voltagem carregada pelos cabos, que é semelhante à criada pelos peixes.

De acordo com a publicação, o Google não é a única companhia a sofrer com os ataques de tubarões. Rotas de cabos pelo Oceano Atlântico, por exemplo, exigem mais de 50 consertos por ano, quebrados por diversas coisas como âncoras, terremotos e arrastões de pesca.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).